Posts

Reuso de embalagens plásticas e mais poder de compra para famílias de baixa renda: conheça a Algramo

“The Ocean Plastic Innovation Challenge” é uma competição global organizada pela National Geographic. Lançada em fevereiro de 2019, e com duração de um ano, o objetivo é desenvolver soluções para lidar com a geração de resíduos plásticos. A competição é dividida em três grandes tracks temáticos, com prêmios totalizando 500 mil dólares por track além de oportunidades de receber investimentos. Uma das temáticas diz respeito à economia circular, com o objetivo de desenvolvimento de modelos de negócio e soluções tecnológicas escaláveis com foco em reduzir o impacto ambiental gerado por embalagens plásticas.

A competição se encontra na reta final, com 10 finalistas de 5 países nesse track temático, sendo apenas 1 da América Latina: a Algramo, empresa chilena idealizada em 2012 por José Manuel Moller e Salvador Achondo. A ideia da startup surgiu quando perceberam como famílias mais humildes, que vivem na periferia da cidade, acabam pagando preços excessivos por bens essenciais porque só conseguem comprar pequenas quantidades por vez. Segundo a empresa, produtos em embalagens menores podem custar de 30% a 50% a mais se comparados com embalagens maiores.

A Algramo comercializa produtos alimentícios (arroz, feijão, açúcar, etc.) e de higiene (detergentes em pó e líquido) em formato granel através de máquinas de vendas: para fazer a compra, basta colocar a embalagem no local indicado, selecionar o produto desejado, inserir as moedas e pressionar um botão. Os clientes compram as embalagens, que são reutilizáveis, mas quando estas chegam ao fim de seu ciclo de vida, podem ser trocadas por descontos ou por novas embalagens, sendo as velhas encaminhadas para reciclagem. Do lado do consumidor, compra-se a quantidade desejada sem perdas de escala no preço por grama.

Figuras 1 :Máquina de vendas da Algramo. Fonte: Algramo

Assim, a startup atua não somente em uma vertente ambiental, mas também social: estimula o reuso de embalagens plásticas e ao mesmo tempo fornece a possibilidade de famílias com menor poder aquisitivo comprarem produtos ao mesmo preço por grama, mesmo em menores quantidades. Em 2015 a Algramo estava presente em 350 mercados locais em Santiago, tendo escalado a operação para 2 mil lojas em outubro de 2019. Estima-se que a empresa tenha alcançado 350 mil consumidores.

Além das máquinas de venda, a empresa começou, no início de 2019, a fornecer o serviço em unidades móveis (basicamente máquinas de venda montadas em cima de triciclos elétricos). Em maio, iniciou uma parceria com a Unilever para distribuição de produtos OMO e Quix nesse formato móvel, e mais nove veículos devem ser lançados até o fim de 2019. Os veículos circulam por bairros com o equipamento adequado para encher as garrafas reutilizáveis. Segundo a empresa, o OMO vendido nos triciclos é cerca de 30% mais barato do que nas prateleiras de supermercados.

Os próximos passos para a Algramo incluem uma parceria com a Nestlé, para distribuição de produtos de alimentação pet (Purina Dog Chow e Cat Chow), além de expansão das operações para os EUA até o segundo semestre de 2020.

Referências:

Recycling Today – Sustainability alert: Finalists advance in Ocean Plastic Innovation Challenge. https://www.recyclingtoday.com/article/finalists-advance-national-geographic-ocean-plastic-innovation-challenge/

Contxto – Chilean sustainability startup Algramo competes in Ocean Plastic Innovation Challenge. https://www.contxto.com/en/chile/chilean-sustainability-startup-algramo-competes-in-ocean-plastic-innovation-challenge/

The Guardian – How one Chilean startup is bringing an end to single-use plastics. https://www.theguardian.com/business-call-to-action-partnerzone/2018/jul/04/how-one-chilean-startup-is-bringing-an-end-to-single-use-plastics

Sustainable Brands – Chilean Startup Eliminating Packaging Waste, ‘Poverty Tax’ in Latin American Product Market. https://sustainablebrands.com/read/defining-the-next-economy/chilean-startup-eliminating-packaging-waste-poverty-tax-in-latin-american-product-market

América Retail – Chile: Algramo introduces new intelligent, sustainable and reusable packaging. https://www.america-retail.com/chile/chile-algramo-presenta-nuevos-envases-inteligentes-reutilizables-y-sustentables/

A febre das startups de logística

Cotidianamente somos apresentados a pequenas empresas com modelos de negócios inovadores, capazes de chacoalhar mercados tradicionais dominados por grandes companhias. Neste mesmo blog, inclusive, escrevi sobre empresas como a Starship, a Shyp e a What3Words, algumas das muitas startups que surgiram para mexer com a forma como é feita logística. Mas por que será que tantas startups tem surgido nesse segmento?

Primeiramente, cabe definirmos o que é uma startup, pois o conceito nem sempre é claro para todos que utilizam o termo. Segundo Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora, uma startup pode ser entendida como um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza. Esse tipo de empresa tem como característica os baixos custos de manutenção ao mesmo tempo que possui a capacidade de crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores. Em geral, as startups são mais frequentes na Internet em razão dos custos menores de se criar uma empresa de software e pela facilidade que a web traz de expansão do negócio e venda em escala potencialmente ilimitada.

Atualmente, mais de 350 startups relacionadas à gestão da cadeia de suprimentos estão listadas no AngelList, uma página na internet criada com objetivo de estreitar a comunicação entre investidores e empreendedores. Esse número expressivo pode ser explicado pelas inúmeras oportunidades de melhoria existentes no mercado de logística e supply chain management: trata-se de um setor que é cada vez mais pressionado, seja para reduzir custos em razão da redução das margens, ou para ser mais veloz, atendendo as necessidades cada vez mais urgentes dos clientes.

Para reduzir as grandes ineficiências características do setor, muitas empresas vêm apostando na tecnologia. E uma fórmula em especial tem se repetido: pequenas empresas desenvolvem soluções inovadoras, ganham escala rapidamente, e, em seguida, são adquiridas por companhias muito maiores. Não à toa, a indústria de logística e transporte viu um aumento de 100% no financiamento no ano passado: de US $ 7B em 2014 para US $ 14B em 2015.

Avaliado recentemente em cerca de 68 bilhões de dólares, o Uber se tornou a maior startup privada de todos os tempos e possivelmente o maior caso de sucesso de empresas do gênero no setor de logística. Tentando alcançar o mesmo sucesso, inúmeras startups foram criadas para lidar com eficiências relacionadas à gestão de fretes de transporte, desenvolvimento de containers, entregas de ponta-a-ponta, gestão da frota e contratação de armazenagem, entre outros. Desenvolvimento de aplicativos, análise de grandes massas de dados (Big data) e automação tem sido o caminho escolhido pela maior parte das startups para isso.

figura-startups-de-logistica-ilos

Figura 1 – Exemplos de startups de logística

Fonte: medium.com

 

O XXII Fórum Internacional de Supply Chain que ocorrerá entre os dias 4 e 6 de outubro, terá como uma de suas verticais o tema Startups: Empreendedorimo e Inovação em Logística & Supply Chain, cujo objetivo é discutir as melhores práticas e os aspectos mais relevantes para introduzir novos modelos de negócios. Entre as diversas sessões, será possível assistir a debates com especialistas, fundadores e gestores de algumas das mais bem-sucedidas startups de logística atuantes no Brasil, como Truckpad, Visilog, eStoks, Seen Technology e Intelipost. Para os interessados no assunto, uma oportunidade e tanto!

 

Referências

<http://www.supplychaindive.com/news/logistics-startups-acquisitions-technology-apps/425439/>

<http://exame.abril.com.br/pme/noticias/o-que-e-uma-startup>

<https://medium.com/tradecraft-traction/30-logistics-startups-you-should-know-bf1bdcf675b8?swoff=true#.ic33wt9rk>

<https://www.statista.com/statistics/407888/ranking-of-highest-valued-startup-companies-worldwide/>

<https://jonathanwichmann.com/my-lists/list-the-most-promising-start-ups-in-logistics/>

<http://oglobo.globo.com/sociedade/tecnologia/uber-esta-prestes-se-tornar-maior-startup-privada-de-todos-os-tempos-16109229>