Posts

Logística no dia a dia – prepare-se para o Fórum Internacional Supply Chain


Hoje, as principais discussões na logística abrangem transformação digital, o novo varejo e o crescimento do e-commerce, transporte e infraestrutura e o novo supply chain, que precisa se reinventar. Pensando nisso, vamos passar a trazer nesse post, as principais notícias sobre esses temas, que também farão parte do nosso Fórum Internacional Supply Chain.

Esteja preparado para as principais discussões do evento. O título de cada notícia comentada traz o link para a íntegra da matéria. É só clicar!

23/09 – Supply Chain Dive – Análise preditiva determina o que estará em estoque em armazém da Nike

Modelo preditivo vai ajudar empresa de material esportivo a entender a demanda de consumo e garantir que os itens estejam disponíveis para entrega em um ou dois dias

22/09 – Inc. – Detalhe surpreendente de projeto pode levar a aumento dos lucros

O início do desenvolvimento de um produto deve levar em consideração a última perna da sua jornada: a entrega

21/09 – Valor Econômico – Leilão de portos se torna ‘novo normal’ e atrai R$ 10 bilhões

Governo prevê licitar mais 31 terminais até o fim de 2022 e setor vira referência de continuidade

18/09 – Isto É Dinheiro – Sem passageiros, empresas aéreas apostam no transporte de carga

Apesar da redução no volume de voos, algumas empresas conseguiram crescer na receita com carga, em parte, reflexo do crescimento expressivo do e-commerce durante a pandemia

18/09 – Isto É Dinheiro – Azul busca ampliar serviços com drone de entrega

Aérea também começou a instalar caixas de retirada de encomendas em mercados e postos de gasolina

18/09 – World Economic Forum – Como as empresas podem construir um futuro mais sustentável para todos

Cadeias de suprimentos mais sustentáveis são chaves para termos um futuro mais sustentável para o planeta

16/09 – World Economic Forum – 3 lições para um sistema de comércio global mais resiliente

Aperfeiçoamento do transporte aéreo de carga e dos processos aduaneiros pode tornar mais eficiente as entregas expressas internacionais

15/09 – Forbes – Sete maneiras de melhorar o seu relacionamento com o fornecedor

Ter uma relação colaborativa com o fornecedor pode gerar benefícios como redução de riscos de ruptura na cadeia, menor perda de tempo no processo de compras, ganho de eficiência e melhora no nível de serviço

14/09 – Migração do food service ao varejo pode elevar os custos

As mudanças entre o atendimento de um canal e outro começam ainda na fábrica, com o tamanho das embalagens, o que afeta volumes e a logística

13/09 – G1 – Delivery de comida por drone: em primeiro teste realizado no Brasil, equipamento de 6 motores reduz trajeto de 12 para 2 minutos

Para viabilizar a entrega, empresa criou um espaço separado para os pousos e decolagens dos drones

11/09 – Exame – Com greve dos Correios e alta do e-commerce, startups de logística crescem

Empresas como Loggi, Lalamove e Kangu conquistam novos clientes durante a pandemia do novo coronavírus e estão expandindo a operação em 2020

10/09 – Retail Insight Network – Se preparar para o inesperado leva a repensar o supply chain

Preparação exige planejamento de cenário, testes de stress em cada elo da cadeia, foco nas entregas dos principais fornecedores e análise de dados

10/09 – Supply Chain Brain – Construindo um supply chain resiliente para tempos turbulentos

Um dos maiores riscos para a cadeia de suprimentos é ser pego desprevenido

10/09 – The Verge – Walmart começa a testar delivery de alimentos e produtos para casa usando drones

Segundo executivo da varejista, projeto piloto ainda parece algo de “ficção científica”, mas é importante para empresa aprender e entender as possibilidades da tecnologia

08/09 – Supply Chain Management Review – Perguntas a serem feitas para se alcançar um supply chain resiliente

Conheça as quatro perguntas chave que os executivos devem fazer para se preparar para o futuro com uma cadeia de suprimentos mais resiliente

03/09 – CIO – Analytics: a vantagem competitiva da sua cadeia de suprimentos

Pandemia de covid-19 leva empresas a acelerarem a adoção do data analytics para garantir a efetividade e integridade das cadeias de suprimentos

03/09 – Folha de S. Paulo – Varejistas enfrentam atraso de entregas, falta de produtos e aumento de preços

Lojistas de calçados temem gargalo de mercadoria no fim do ano; alta de custos comprime margens

02/09 – Exame – Mais CDs, menos Correios: o crescimento da logística do Mercado Livre

A varejista avançou para ter uma malha logística nas estradas, entrega de última milha, centros de distribuição e centenas de pontos físicos parceiros

01/09 – O supply chain do futuro não tem medo de mudar

Pesquisa mostra que mais de 90% das empresas listadas no Fortune 1000 tiveram problemas em sua cadeia de suprimentos, sendo que apenas 10% se mostraram completamente preparadas para o desafio de enfrentar a disrupção

31/08 – Valor Econômico – Varejo faz gestão de entrega de produtos e muda setor de logística

Em crescimento acelerado, e-commerce vem obrigando empresas a investirem na gestão da entrega de produtos

27/08 – Supply Chain Digital – Cinco benefícios de investir em internet das coisas no supply chain

Equipamentos de internet das coisas permitem levantar dados importantes para a logística atender companhias cada vez mais inteligentes

26/08 – Forbes – Entregas Last Mile: complexas, custosas e críticas

O Last Mile e a entrega ao consumidor são um dos pontos mais difíceis e caros para a cadeia de suprimentos do varejo

25/08 – Valor Econômico – Tecnologia e parceiros serão prioridade após pandemia

Pesquisa aponta que executivos priorizarão investimentos em digitalização e revisão de fornecedores

21/08 – ZD Net – Como as estratégias digitais de grandes varejistas americanos deram retorno

Apesar da covid-19, grandes varejistas americanos tiveram altos crescimentos capitaneados por estratégias digitais de omnichannel

20/08 – Forbes – Reimaginando a resiliência do supply chain

Mais da metade dos executivos admite que eles não têm visibilidade da sua cadeia de suprimentos além do primeiro elo. Resiliência sustentável exige investimento em tecnologia

19/08 – Folha de S. Paulo – Metade dos consumidores com acesso à internet usa delivery na pandemia

Mais de 60% dos consumidores realizaram alguma compra pela internet nas últimas quatro semanas

19/08 – Valor Econômico – Queda de preços de fretes beneficia exportação de milho no Arco Norte

Conclusão do asfaltamento da BR-163 e boa oferta de caminhões favorecem produtores

18/08 – ND+ – Os desafios da logística dos novos tempos

Com o crescimento do e-commerce, a logística passou a ser o gargalo

17/08 – O Estado de S. Paulo – Capital privado assume novas ferrovias

Com investimentos de R$ 13 bilhões, três projetos começam a sair do papel e prometem dobrar a participação dos trilhos nos transportes do Brasil

17/08 – Supply Chain Brain – Como a pandemia vai transformar permanentemente as estratégias de suprimentos

A pandemia acelerou uma série de tendências nas estratégias de suprimentos que já vinham se desenhando previamente

14/08 – Forbes – Como identificar as melhores oportunidades em IA para o seu negócio – em dois simples passos

Segundo especialista, ao montar uma estratégia para investir em inteligência artificial, empresa precisa identificar todas as áreas potenciais da empresa a receber o investimento. Depois, deve ser feito um filtro para reduzir o número de projetos

14/08 – Valor Econômico – Movimentação sobe 3,8% no 1o. semestre em portos privados

O avanço se deve principalmente ao bom desempenho no transporte de graneis líquidos e cargas conteinerizadas

14/08 – Valor Econômico – Via Varejo vai ter mais centros de distribuição nas lojas

De olho no mercado digital, varejista planeja aumentar número de minicentros de distribuição em suas lojas

13/08 – Canal Rural – Com obras de logística, Custo Brasil “desaba” em 5 anos, diz ministro da Infraestrutura

Ao longo dos cinco anos, ministro acredita que obras e programas de incentivos permitam a ampliação do uso de modais alternativos ao modal rodoviário

13/08 – Valor Econômico – Com alta de 8% em junho, varejo entra 3º tri mais otimista

Ritmo da retomada, porém, deve ser mais gradual e fim de auxílio emergencial é desafio

12/08 – Valor Econômico – Onda digital traz dilemas ao varejo

Comércio eletrônico dá mostras que não perderá força mesmo depois da pandemia

12/08 – Supply Chain Brain – Como um supply chain centrado no consumidor pode impulsionar o crescimento

Executivos vêm priorizando a criação de supply chain sustentáveis para garantir transparência aos consumidores em relação à redução de pegadas ambientais, reciclagem e compra de suprimentos de forma ética

11/08 – O Globo – Governo envia ao Congresso projeto que abre transporte de carga a navios estrangeiros

Objetivo é elevar concorrência e reduzir custo da navegação entre os portos do país

11/08 – Forbes – O supply chain pode liderar o futuro do varejo?

O supply chain pode ser um diferencial competitivo quando organizado de forma eficiente e impulsionado por tecnologias que reduzam os pontos cegos que cresceram nos últimos anos

11/08 – Valor Econômico – Fabricantes de implementos retomam ritmo de vendas

Agronegócio e construção civil puxam o emplacamento de mais de 12 mil unidades em julho

10/08 – Forbes – O que é a Revolução da Inteligência Artificial e por que isso é importante para o seu negócio?

Após o uso do vapor, da eletricidade e da computação, a quarta revolução industrial é liderada pela inteligência artificial e o big data

07/08 – Supply Chain Brain – Como a covid-19 está accelerando tendências pré-existentes no Supply Chain

Diversificação de fornecedores e uso mais avançado de tecnologia estão entre as tendências impulsionadas pela pandemia

06/08 – Fast Company – Starbucks, Pepsico e BMW se juntam para resolver problema global que vale trilhões

A covid-19 deixou claro: a cadeia de suprimentos precisa desesperadamente ser aperfeiçoada

06/08 – Folha de S. Paulo – Maior rede de supermercados do Reino Unido não quer carne brasileira de área desmatada

Tesco quer que governo obrigue empresas a rastrear cadeia de suprimentos para garantir que não causam dano ambiental

05/08 – Forbes – Antifragilidade chega à indústria: transformando a crise em oportunidade

A antifragilidade transcende a resiliência ou a robustez, pois não apenas é resistente e se mantém igual, como ainda se aperfeiçoa

05/08 – Forbes – Tecnologia é parte integrante do novo varejo

Para especialistas, estamos apenas no início de a tecnologia redefinir a maneira como vivemos e conduzimos negócios, e varejo precisa investir para se adequar às novas necessidades dos consumidores

05/08 – Cointelegraph – Coca-Cola adota blockchain para a eficiência do supply chain

Engarrafadoras da empresa nos Estados Unidos ampliam uso de blockchain para garantir mais transparência e eficiência à cadeia de suprimentos

04/08 – Mercado & Consumo – E-commerce segue em alta e dobra as vendas em junho

No mês de maio, e-commerce representou 12,6% do comércio varejista restrito, que exclui veículos, peças e materiais de construção. No acumulado do ano, o e-commerce representa 7,1% das vendas do varejo

04/08 – Valor Econômico – Uma mina de ferro à espera da ferrovia

Projeto da Bamin, na Bahia, com capacidade para fazer 18 milhões de toneladas ao ano, aguarda licitação da Fiol; empresa vai iniciar produção em pequena escala

03/08 – Jing Daily – Como a JD.com usou novas tecnologias para superar a covid-19

Empresa vem investindo em tecnologia com melhorias na acurácia da previsão da demanda, nível de serviço e redução do lead time desde o pedido até a entrega

03/08 – Tech HQ – O futuro da tecnologia no supply chain é a automação totalmente sem contato?

A pandemia já mostrou a necessidade da automação no supply chain, mas um supply chain totalmente sem contato pode ainda estar muito distante

31/07 – Folha de S. Paulo – Vendas online são caminho sem volta para clientes e lojistas

Necessidade faz consumidor usar e-commerce mesmo para itens do dia a dia

31/07 – Magazine Luiza compra Hubsales e mira indústria

Startup vende serviços como logística, entrega e estocagem para confecções e fabricantes de calçados

31/07 – Valor Econômico – Renovação de ferrovias pode gerar ganho de R$ 19,2 bi

Estudo defende vantagem econômica da prorrogação antecipada de contratos

30/07 – Logistics Manager – Uma em cinco indústrias mostra preocupação com custos logísticos

Um terço das empresas está preocupada com o aumento dos custos de matéria-prima na economia pós covid-19

30/07 – Forbes – Aprofundando a colaboração com os fornecedores

Garantir um processo de colaboração com os fornecedores é um passo importante para ter uma cadeia de suprimentos mais resiliente

30/07 – Valor Econômico – Log teve seu melhor semestre em locações

Demanda de áreas de galpões por parte do “e-commerce” resultou na assinatura de 41 contratos no período

30/07 – Valor Econômico – TCU aprova concessões da Vale até 2057

Em troca de renovações, empresa terá que construir ferrovias no Centro-Oeste e no Espírito Santo

29/07 – Canal Rural – Logística: levar milho para Miritituba-PA está quase 20% mais barato que há um ano

Barateamento do transporte é resultado direto da pavimentação da BR-163 e comprova que o investimento em infraestrutura gera economia para o setor produtivo

29/07 – Global Trade – Como a covid-19 está acelerando o desenvolvimento da tecnologia no supply chain

Necessidade de mudanças fez empresas adotarem novo mindset e derrubar barreiras existentes anteriormente

29/07 – O Globo – Prioridade mundial, vacina precisará ultrapassar também obstáculo da logística

Distribuição do imunizante pode enfrentar os mesmos problemas dos EPIs e respiradores, cuja produção era concentrada em poucos países

29/07 – O Estado de S. Paulo – Marco do gás destrava investimento de R$43 bi

Intenção do governo é garantir acesso de empresas privadas à infraestrutura de escoamento e transporte de gás natural

29/07 – Valor Econômico – Área de infraestrutura terá 100 leilões até 2022, diz Freitas

Ministro espera publicar 44 leilões até o fim do ano, sendo que 14 destes devem ser realizados ainda em 2020

28/07 – CNBC – Chineses querem liderar uma nova onda de comércio eletrônico internacional provocada pelo coronavírus

De olho no impulso do e-commerce provocado pelo isolamento social, gigantes chineses como Alibaba e JD veem o mercado internacional como ótima oportunidade de crescimento

28/07 – Forbes – Demanda por robôs autônomos para entregas cresce com a pandemia

Robôs são uma resposta à necessidade de entregas com um mínimo de contato humano

28/07 – Folha de S. Paulo – Com armazéns e fábricas, China amplia presença no agronegócio

Empresas do país asiático buscam controle sobre a cadeia produtiva da soja em Mato Grosso

27/07 – Forbes – Como a automação pode ajudar a preencher as prateleiras vazias de alimentos

Automação será parte essencial para alcançar uma cadeia de suprimentos mais flexível

27/07 – Forbes – O futuro das indústrias: o que os executivos estão falando

Executivos priorizam investir em cadeias de suprimentos mais duráveis para reduzir os riscos de novas crises como a enfrentada com a pandemia

27/07 – Terra – Mercado Livre quer ser um Alibaba

Empresa se tornou a mais popular no campo da tecnologia, com seu valor de mercado dobrando durante a pandemia

27/07 – O Globo – Setor de transportes terá o pior ano da história com pandemia

Levantamento mostra que PIB do segmento terá tombo de 7% em 2020. Solução para a crise passa por investimento em tecnologia

27/07 – Valor Econômico – Crise de imagem na Amazônia é desafio para “vender” ferrovia

Governo faz “road show” com gigantes do exterior em busca de aporte milionário para a Ferrogrão

27/07 – Logistics Manager – Disruptura da covid-19 pode levar a mudanças permanentes no supply chain

Estudo mostra que quase metade das empresas acredita que levará pelo menos um ano para retornar o seu supply chain aos padrões pré covid-19

24/07 – Valor Econômico – Aeroporto mais digital terá menos interação física

Expectativa com novas plataformas é reduzir em 80% o tempo médio de processamento de cargas aéreas. Meta é reduzir para um dia e meio liberação de carga importada

24/07 – Valor Econômico – Arezzo&Co passa da defesa ao ataque

Companhia adapta produção por conta da pandemia, vai lançar nova versão do comércio eletrônico e pretende adotar modelo de market place

24/07 – Supply Chain Digital – O impacto da covid-19 no e-commerce e na logística reversa

Apesar do crescimento do e-commerce por conta da pandemia, retorno de mercadorias sofreu queda no período. Um dos motivos pode ser o desejo do consumidor de evitar stress em um período de maior pressão

23/07 – Brasil Econômico – Marcas investem em apps próprios de delivery para reduzir custos

Grandes redes e pequenos empresários desenvolvem aplicativos. Com a centralização de pedidos, conhecem melhor o cliente e dominam a logística

23/07 – Forbes – Impactos da covid-19 apontam para uma nova era digital

Em estudo, 97% dos executivos das áreas de supply chain, engenharia, pesquisa e desenvolvimento e tecnologia admitiram que a pandemia criou novas oportunidades de negócios

23/07 – Folha de S. Paulo – Comércio digital ganha 5,7 milhões de consumidores

Magalu e Carrefour estão entre empresas que veem e-commerce despontar mesmo com flexibilização do isolamento

23/07 – Valor Econômico – Infraestrutura aposta em 153 obras e nove projetos de lei no Pró-Brasil

Ministério pede dotação orçamentária de R$ 40,4 bilhões no período de 2020 a 2023

23/07 – Valor Econômico – Indústria investe em shopping na internet

Fabricantes apostam em canal típico do varejo, o ‘marketplace’

23/07 – IstoÉ Dinheiro – Estudo aponta o que executivo espera de 2020

Mais da metade dos executivos acredita que faturamento cairá pelo menos 10%, podendo chegar a 50%

22/07 – Forbes – Gestão do supply chain aponta para redesenho

Foco na logística é importante, mas não é suficiente. Novo normal está em constante disrupção e exige redesenho do supply chain

22/07 – O Estado de S. Paulo – Exportação de frutas cítricas sobe até 158%

Demanda por vitamina C impulsionada pela pandemia amplias as vendas brasileiras

22/07 – Valor Econômico – Rumo firma parceria com Caramuru em GO

Pelo acordo, as empresas vão construir um terminal rodoferroviário dedicado ao transporte de grãos em São Simão; investimento de R$ 80 milhões

21/07 – Fortune – Quatro maneiras de os negócios se adaptarem às mudanças no supply chain

Para sobreviver à crise, algumas medidas devem ser tomadas, como planejar cenários, focar nas necessidades atuais dos consumidores, buscar exemplos do passado e medir seus indicadores

21/07 – Agrolink – Coronavírus: transporte argentino é um dos mais afetados

Relatório da Organização Internacional de Transporte Rodoviário aponta Argentina, China e Irão como os três países com a maior queda no transporte rodoviário de carga durante a pandemia do coronavírus. 30% do setor pode desaparecer na Argentina.

20/07 – Terra – Startup de logística cresce 150% em volume de encomendas

A empresa Mandaê processou, no primeiro semestre de 2020, 1,5 milhões de encomendas, número próximo ao total de produtos enviados em 2019

20/07 – WEF – Por que a evolução da cadeia de suprimentos está acelerando na região da Ásia-Pacífico

Tensões entre China e EUA fazem executivos da região repensarem suas cadeias, cujo futuro aponta para serem mais resilientes e responsivas

20/07 – Valor Econômico – América Latina amplia exportações agrícolas

Dados compilados pelo IICA indicam, de modo geral, avanço mesmo em tempos de pandemia; Brasil lidera

20/07 – Financial Times – Propostas alemãs para lei de cadeia de suprimentos gera debates acirrados

Lei exigindo due diligence nas cadeias de suprimentos gera debates na Alemanha. Preocupação engloba direitos humanos e equilíbrio na competição em um mundo globalizado

20/07 – Thomas Net – Como a cadeia de suprimentos da Adidas segue correndo à frente da concorrência

Empresa alemã trabalha com fornecedores em mais de 50 países

20/07 – Supply Chain Brain – Como a pandemia deu uma lição nas cadeias de suprimentos de alimentos

Coronavírus mostrou a fragilidade das cadeias de suprimentos do setor de alimentos. Empresas que apostaram em redução de custos em detrimento da resiliência estão descobrindo os riscos desse tipo de aposta

19/07 – Valor Investe – Queixas sobre e-commerce dobram nos procons

Produtos não entregues ou desrespeito ao prazo informado no ato da compra são as principais reclamações

17/07 – Valor Econômico – Brasil deverá ganhar ainda mais peso no comércio global

Segundo estudo de OCDE e FAO, país tende a avançar nos mercados globais de soja, milho, algodão, açúcar e carne de frango, entre outros

17/07 – Valor Econômico – Atacadão dá início à operação de comércio eletrônico

Além da venda direta, companhia também montou ‘marketplace’ para conectar distribuidores e clientes

17/07 – Valor Econômico – P&G retoma ritmo de vendas no Brasil

Segundo executiva, há uma mudança de perfil dos consumidores, com pressão por embalagens maiores e diminuição na frequência das compras

16/07 – Forbes – Por que o CFO não pode se basear apenas nos seus conhecimentos financeiros

Mercado vem exigindo que executivo financeiro lidere, seja um comunicador e um estrategista. Conhecer o consumidor é fundamental, principalmente em períodos de crise

16/07 – Supply Chain Dive – 73% das empresas tiveram ruptura na cadeia devido à pandemia

Estudo entrevistou 350 indústrias e varejistas globais. Dois terços dos entrevistados pretendem buscar um ou mais fornecedores no mercado local

16/07 – Valor Econômico – Tecnologia e IA na retomada pós covid

Em pesquisa, 64% dos executivos dizem que o machine learning será importante para recuperação de seus negócios

16/07 – Valor Econômico – Porto do Açu começará a receber cargas de adubo

Primeiro navio, para a Fertipar Sudeste, chegará em setembro

16/07 – Folha de S. Paulo – Governo não acompanha mercado e mantém previsão de queda do PIB em 4,7%

Estimativa de analistas prevê retração mais forte da economia em 2020, de 6,1%

15/07 – O Estado de S. Paulo – Governo e Congresso tentam acelerar novos marcos legais para a retomada

Dentre os projetos na mira para avançar no pós pandemia estão o marco legal da cabotagem e o novo marco legal das ferrovias

15/07 – Isto É Dinheiro – Efeito pandemia faz shoppings investir em vendas online e áreas ao ar livre

Centros de compra apostam em projetos que possibilitem a venda por vários canais, como delivery, drive-thru, vendas por Whatsapp e serviços de assistente pessoal de compras para trazer o cliente de volta

14/07 – Notícias Agrícolas – Demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil melhora pela 3ª semana

Retração ainda é menor nas cargas fracionadas (21,8%), com um avanço de 2 pontos percentuais na comparação semanal. Nas cargas de lotação, retração é de 30,9%, tendo alcançado 34,3% na semana anterior

14/07 – Valor Econômico – Hortifruti Natural da Terra abre “dark stores”

Participação da venda on-line no faturamento do grupo subiu de 2% para 20% durante a pandemia

14/07 – Valor Econômico – Crise econômica vai durar mais de 12 meses, dizem executivos

Executivos entrevistados temem pelos impactos da crise provocada pelo coronavírus nos resultados de suas empresas.

14/07 – Forbes – 6 motivos pelos quais você não está colocando o seu consumidor em primeiro lugar, e como resolver isso

Pesquisa mostra que 86% dos consumidores estão dispostos a pagar mais para ter uma experiência melhor de compra

13/07 – Folha de S. Paulo – Brasil terá que ser ágil e moderar ambição nos leilões de infraestrutura após Covid-19

Com a extensão da crise, concessionárias de rodovias estão querendo respostas mais rápidas

13/07 – Correio Braziliense – Com logística arrojada, Petrobras avança para ficar mais competitiva

Venda de ativos, foco no pré-sal e desligamento de funcionários compõem a estratégia da empresa para sanar dívidas e atuar melhor no mercado

13/07 – O Estado de S. Paulo – “Não será um Eldorado, mas haverá investidor para infraestrutura”

Segundo especialista, qualidade dos projetos vem atraindo o interesse dos investidores internacionais, principalmente nos setores de saneamento e logística

10/07 – Financial Express – Dois segredos para o crescimento do setor de logística depois do coronavírus; as cadeias de suprimentos precisam se adaptar

Como disruptura se tornou o novo normal na pandemia de covid-19, investir em tecnologia e digitalização será vital para permitir o crescimento do setor de logística

10/07 – Supply Chain Digital – As complexidades da cadeia de suprimentos digital

A nova era da cadeia de suprimentos digital é um mundo cada vez mais complexo, com empresas precisando corresponder aos desejos de um consumidor que está sempre mudando

09/07 – Forbes – Os efeitos positivos da covid-19 na cadeia de suprimentos de bens de consumo

Redução no número de SKUs durante a pandemia pode ser uma das consequências positivas da covid-19 para a cadeia de suprimentos

09/07 – TechRepublic – Varejistas precisam acelerar a digitalização da cadeia de suprimentos

Segundo estudo, apenas 15% dos varejistas no mundo utilizam machine learning em sua cadeia de suprimentos

09/07 – O Globo – Vendas do comércio superam expectativas e sobem 13,9% em maio

Apesar da base de comparação baixa, é mais um indicador de que o pior na economia já pode ter passado

09/07 – Folha de S. Paulo – Disputa no porto de Santos ameaça leilões e mobiliza lobistas

Empresa de contêineres quer renovação de contrato e aciona deputados do centrão por meio de advogados

09/07 – O Estado de S. Paulo – 70% dos importadores foram afetados pela crise, aponta CNI

Para CNI, comércio exterior será importante na retomada do crescimento econômico e na geração de emprego e renda

09/07 – Valor Econômico – Com mudanças, projeto da Ferrogrão terá 69 anos de contrato e vai ao TCU

Desafio do projeto será atrair investidores, na medida em que é um empreendimento greenfield e através da região amazônica

08/07 – O Estado de S. Paulo – Grandes empresas viram “bancos” de fornecedores que não obtêm crédito

Companhias como a Vale, a varejista Renner e a fabricante de autopeças Bosch decidiram antecipar pagamentos a clientes de menor porte que ficaram sem caixa com parada na economia e que, por causa da burocracia, não tiveram acesso a linhas emergenciais de financiamento

08/07 – Valor Econômico – Crise aumenta risco em relacionamento com fornecedores

Quase metade dos terceiros e fornecedores não estão sendo submetidos a verificações de “due diligence”, o que aumenta o risco das empresas

08/07 – Valor Econômico – Exportação de grãos deve beirar recorde

Embarques de soja e de milho tendem a alcançar ao menos o segundo melhor resultado da história

07/07 – O Globo – Retomada da economia ganha fôlego em junho

Venda de carros e do varejo sobem. Auxílio emergencial ajuda reação. No entanto, uma recuperação sustentada depende de uma série de fatores

07/07 – O Estado de S. Paulo – Regiões agrícolas têm sentido menos os efeitos da covid-19 na economia

A forte dependência à Zona Franca de Manaus fez com que o Amazonas registrasse a maior queda, de 21,44%, enquanto a região Centro-Oeste registrou recuo de 6,16%

07/07 – Forbes – Covid-19 e o desemprego: os robôs estão chegando

Expectativa é de que soluções robóticas cresçam ainda mais em setores como saúde, manutafura, armazenagem, atendimento ao consumidor, restaurantes e entrega de pacotes

06/07 – Valor Econômico – Recuperação da economia global será muito mais lenta

Uma recuperação completa aos níveis anteriores à crise parece impossível até que a covid-19 seja controlada

06/07 – Correio Braziliense – Para país ter competitividade logística é preciso integração multimodal

Lei precisa ser simples para que a intermodalidade se torne uma realidade, com foco maior na carga

06/07 – Independent – As oportunidades vão surgir junto com a adaptação das cadeias de suprimentos à crise

Covid-19 vem acelerando a adoção de novas tecnologias; Personalização e impaciência dos consumidores aumentam as expectativas por entregas rápidas

04/07 – O Globo – Coronavírus: varejo e indústria investem para evitar estoques vazios com retomada de atividades

Para driblar os efeitos do fechamento do comércio, grandes redes investem na ampliação de centros de distribuição

03/07 – Folha de S. Paulo – Vendas e produção mostram retomada parcial da economia

Indicadores econômicos sugerem que o pior da atividade econômica ficou para trás, mas que há um risco de curto prazo, que é uma segunda onda da doença que afete a retomada da atividade

03/07 – Valor Econômico – Inspeções na China devem atrasar fluxo nos portos

Contêineres levarão mais tempo para voltar ao exportador, afetando a sua produtividade

03/07 – Globorural – Puxada pelo agro, demanda de cargas de empresa de logística digital cresce 91% em um mês

Número de novas empresas buscando cargas na plataforma dobrou em junho comparado ao mesmo mês de 2019, informou Cargo X

02/07 – IstoÉ Dinheiro – Em meio à pandemia, Brasil manteve logística de abastecimento

Segundo ministro, manutenção da logística de abastecimento no país foi a grande vitória da pasta, alcançada através de parcerias para a continuidade do trabalho dos caminhoneiros e o uso de modais alternativos

02/07 – Valor Econômico – Indicadores sugerem queda menos drástica da economia em 2020

Tombo do PIB será muito expressivo, mas perdem forças projeções de retração na casa de 7% a 10%

02/07 – Valor Econômico – Para Ambev, canal de vendas on-line ganha mais relevância

Setor de bebidas tende a crescer em importância no e-commerce

02/07 – Valor Econômico – Pedágios na Dutra e no PR podem cair mais de 30%

Governo deverá adotar modelo de concessão híbrido, no qual a disputa se dará por descontos na tarifa-teto de pedágio até o limite a ser definido por um percentual, para reduzir risco de desequilíbrio econômico-financeiro

02/07 – O Estado de S. Paulo – Em busca de agenda positiva, governo vai anunciar mais 30 obras

Pacote inclui projetos de infraestrutura envolvendo os setores portuário, rodoviário e aeroportuário

01/07 – IstoÉ Dinheiro – Com a pandemia, o supermercado vai para dentro do condomínio

Projeto conta com loja totalmente automatizada e sem presença de pessoas. Loja vai funcionar dentro de um contêiner e oferecer de bebidas a pratos prontos

01/07 – Valor Econômico – Cargill mapeia todos os seus fornecedores de soja no país

Mapeamento no Brasil abrange fornecedores diretos, em fazendas, como indiretos, nos armazéns aos quais vendem a soja

30/06 – Supply Chain Dive – Demanda do consumidor: o grande ponto de interrogação da cadeia de suprimentos

Segundo pesquisa, mais da metade dos embarcadores aponta a falta de clareza na demanda do consumidor como o grande gargalo da cadeia de suprimentos por conta da pandemia da covid-19

30/06 – Forbes – A grande disrupção: covid-19, geopolítica, comércio e tecnologia vão mudar todo o setor de negócios

Novas tensões geopolíticas e tecnologias vão continuar um período de disrupção na cadeia de suprimentos. América Latina pode construir um novo papel para si mesma nas cadeias de suprimento

30/06 – Forbes – Digitalização está impulsionando empresas de logística ainda mais agora devido ao distanciamento social provocado pela covid-19

Empresas do setor sofrem enorme pressão para expandir capacidade rapidamente, diversificar suas rotas, ampliar a agilidade e a resiliência da rede e reduzir custos

30/06 – Supply Chain Digital – Como a automação digital está dando forma às cadeias de suprimentos modernas

Qual será o papel da inteligência artificial e do machine learning nessa transformação da cadeia de suprimentos pós covid-19?

30/06 – Forbes – Como resolver os nossos problemas na cadeia de suprimentos

Diante dos problemas vividos na cadeia de suprimentos com a pandemia do coronavírus, especialista aponta para a produção doméstica como solução para evitar problemas no futuro

30/06 – O Estado de S. Paulo – Liberação de cargas leva 7,4 dias, mostra estudo

Levantamento feito pela Receita indica redução de prazos; em 2018, importador precisava de 17 dias em média para receber mercadorias

30/06 – Valor Econômico – Concessão da Dutra tem 9 interessados, diz ministro

Boletim divulgado pelo Ministério da Economia, mostrou, porém, que crise desacelerou novos financiamentos de infraestrutura e logística. Segundo ministro, investidor está apenas em compasso de espera para identificar as melhores oportunindades

30/06 – Valor Econômico – Transpetro pretende cortar 8,5% dos empregados

Redução de custos é um dos pilares do plano estratégico da companhia em um momento em que se prepara para as transformações decorrentes da abertura do refino e da logística no setor no Brasil.

29/06 – Valor Econômico – Consumo de diesel entra em ritmo de recuperação

Retomada está atrelada principalmente ao agronegócio, especialmente o segmento de grãos, que pouco sofreu com a pandemia da covid-19. Expectativa é que reabertura do varejo intensifique o fluxo de caminhões nos grandes centros

29/06 – Valor Econômico – Boas perspectivas para um produtor confiável

Fluxo de embarques no agronegócio avança apesar da pandemia, movido por uma logística até agora resiliente. Expectativa é de que principais cadeias do agronegócio no Brasil atinjam resultados acima da média na próxima década

29/06 – Valor Econômico – Cresce demanda por armazém temporário de açúcar

Forte ritmo de produção leva a necessidade de novas áreas de armazenagem. Apesar da procura, demanda por açúcar brasileiro no mercado internacional segue em alta e escoamento para os portos é ágil, com ritmo de exportações devendo se manter forte até outubro

29/06 – Supply Chain Digital – O que o futuro apresenta para a logística?

Com as empresas buscando uma cadeia de suprimentos mais eficiente, cresce a adoção da digitalização, mecanização e automação nas operações

29/06 – Supply Chain Digital – 3 maneiras de construir uma cadeia de suprimentos mais sustentável no pós covid-19

WEF acredita alcançar uma cadeia de suprimentos mais resiliente através da medição contínua para reduzir riscos, da transparência e do compartilhamento dos benefícios e dos custos de uma produção sustentável

26/06 – IstoÉ Dinheiro – Pandemia afeta planos de concessões

Número previsto de leilões de rodovias federais no ano cai de sete para três; no caso de aeroportos, previsão de investimentos deve ser reduzida

26/06 – Valor Econômico – BR vê boas oportunidades com abertura do refino

Distribuidora crê que pode melhorar contratos com os novos controladores das refinarias privatizadas

25/06 – Inc.com – Por que a cadeia de suprimentos é a próxima transformação digital

Oportunidade é de US$ 1 trilhão: gerir o seu processo de suprimento de forma mais eficiente

25/06 – UOL – Com coronavírus, BC espera queda de 6,4% do PIB brasileiro em 2020

Estimativa anterior, do final de março, quando a pandemia ainda estava no começo, era de crescimento zero para a atividade do País

25/06 – UOL – Blockchain permitirá rastrear salmão norueguês do mar ao prato

Ferramenta vai ajudar produtores da Noruega a diferenciar seus produtos premium de outros exportadores, reduzir fraudes de origem e também o desperdício

25/06 – O Estado de S. Paulo – Mais globalização, e não menos

Integração mundial será necessária para solucionar problemas que atingem todos os países, como controle de imigração e prevenir novas pandemias

25/06 – Valor Econômico – Distribuidoras racionam entrega de diesel aos postos

O problema no suprimento já tem afetado a ponta do consumo em diferentes Estados. ANP informa que ainda não tem conhecimento sobre desabastecimento de diesel no mercado

25/06 – Valor Econômico – Aumento do número de casos de covid em MT preocupa produtor

Problemas ainda são limitados para o agronegócio, mas poderão afetar próximo plantio

25/06 – TechHQ – Kraft Heinz tornando segura a complexa, conectada cadeia de suprimentos de FMCG

Empresa global vem implementando algoritmos com inteligência artificial e machine learning para ajudar a prever a demanda durante a pandemia da covid-19

24/06 – O Globo – FMI: Economia do Brasil vai despencar 9,1% este ano com pandemia

No mundo, crise definida em relatório como O Grande Lockdown vai representar perdas globais de US$ 12 trilhões

24/06 – Valor Econômico – Comércio global dá sinais de reação e evita pior cenário

Queda no comércio global neste ano ainda será forte, mas o pior parece já ter ficado para trás

24/06 – Valor Econômico – Novas rodadas

Mais de R$ 50 bilhões em projetos de infraestrutura na área de logística podem ir a leilão no segundo semestre

24/06 – Valor Econômico – Custos para o setor industrial registram alta de 42%

Alta foi registrada no período entre janeiro e maio de 2020 em comparação com igual período de 2019. Gastos com logística no ano poderão chegar a quase R$500 bilhões

24/06 – Valor Econômico – Carga rodoviária pode ter recuo de 20%

Setor reúne 157,4 mil empresas e é responsável por entre 65% e 70% de tudo que é transportado no país

24/06 – Valor Econômico – Transportadoras ganham fôlego com encomendas do e-commerce

Tanto transportadoras de entregas fracionadas quanto as de lotação tiveram aumento da demanda nesse período.

24/06 – Valor Econômico – Emplacamento de caminhões tem retração de 26% de janeiro a maio

Tombo nas vendas só não foi maior por conta do agronegócio, dizem montadoras

24/06 – Valor Econômico – Marketplace ganha espaço e muda perfil das entregas

Marketplaces estão se tornando peças-chave na digitalização do varejo. Compras on-line levam grandes operadoras ao modelo B2C

24/06 – Valor Econômico – Condomínios começam a retomar obras

Salvos do pior da crise pelo movimento do comércio eletrônico, os galpões logísticos não escaparam imunes

24/06 – Valor Econômico – IoT possibilitará visão total da cadeia

Pesquisa aponta setor com um dos que mais se beneficiarão da evolução tecnológica

24/06 – Valor Econômico – Integração aumenta agilidade de processos

Desafio do setor é apostar em novas tecnologias que resultem em eficiência sustentável suprimentos

24/06 – Financial Times – A perigosa guerra contra as cadeias de suprimento

Autossuficiência em produtos essenciais não é uma boa maneira de se preparar para crises

23/06 – Folha de S. Paulo – Sem aviões, exportação de frutas cai até 77% em maio

Frutas frescas vão nos porões dos aviões de passageiros, que pararam de circular

23/06 – South China Morning Post – Braço logístico do Alibaba acelera prazos de entrega para atender boom em vendas online

Cainiao planeja quadruplicar voos charteres nos próximos nove meses para atender mais de 100 mil lojas online. Empresas de e-commerce na China vêm expandindo sua infraestrutura para atender as necessidade de milhões de consumidores

22/06 – World Economic Forum – O impacto em curso da covid-19 nas cadeias de suprimentos globais

Empresas devem analisar suas cadeias de suprimento agora para mitigar futuras rupturas que podem surgir de guerras comerciais, política internacional ou mesmo de políticas nacionalistas. Investimento em tecnologia e ações pela sustentabilidade serão chaves nesse momento

22/06 – Valor Econômico – Economista prevê mudanças no atual modelo just in time

Para Daniel Schmand, chefe global de finanças comerciais do Deutsche Bank, as indústrias dos países emergentes terão de diversificar suas cadeias de fornecedores

22/06 – Valor Econômico – Produtividade tem queda forte no 1º tri

“A paralisação da economia decorrente da pandemia resulta em perdas imediatas na eficiência do processo produtivo”, diz o economista Fernando Veloso, pesquisador do Ibre/FGV

21/06 – Forbes – Como melhorar as vendas por canal com redes de compartilhamento de conhecimento baseadas em IA

Redes de compartilhamento de conhecimento vêm melhorando a colaboração nas cadeias de suprimentos por décadas. Quanto maior for a acurácia e a velocidade da integração e do conhecimento dos dados, maior será a acurácia dos pedidos dos produtos personaizados

21/06 – R7 – Transporte entre portos do país teve alta mesmo com a pandemia

Crescimento está relacionado principalmente ao transporte de granéis líquidos e gasosos.

19/06 – O Estado de S. Paulo – O PIB afunda, o agro avança

Apesar da pandemia, o Brasil não enfrentou problemas graves de escoamento das commodities em direção aos portos, ao contrário do que aconteceu em outros países exportadores

19/06 – Valor Econômico – Correios buscam se adaptar à pandemia e vão lançar ‘lockers’

Demanda do comércio eletrônico cresce 25% e faz estatal contratar temporários e ampliar jornadas

18/06 – Extra – Petrobras eleva diesel em 8% na refinaria; gasolina sobe 5%

Mesmo com segundo reajuste consecutivo para cima, o preço do diesel ainda acumula queda de 35,5% neste ano, impactado pelo choque de demanda resultante da pandemia de coronavírus.

18/06 – Valor Econômico – Pandemia e cadeias globais de valor

Segundo especialista, a globalização havia chegado no seu limite mesmo antes da pandemia, e as cadeias globais de valor já vinham em processo de transformação

18/06 – Valor Econômico – Abril foi pior mês da atividade em quase 40 anos

FGV estima baixa de 12,9% do PIB em abril ante abril de 2019, pior até que mês do Plano Collor

18/06 – Valor Econômico – Serviços recuam 11,7% e expectativa é de retomada lenta

Setor de transportes é um dos destaques negativos do mês, com o transporte terrestre recuando 20,6% e o aéreo, 73,8%. Expectativa é de melhora do setor em maio com a retomada parcial do fluxo de veículos pesados

18/06 – IstoÉ Dinheiro – Setor agrícola brasileiro prospera apesar de pandemia de covid-19, diz USDA

Estudo da USDA aponta para queda do Produto Interno Bruto brasileiro de pelo menos 7% este ano, enquanto a agricultura pode crescer até 3%.

18/06 – Business Reporter – Como a operação da sua cadeia de suprimentos pode alcançar maior resiliência, sustentabilidade e valor

Pacote de soluções da Logística 4.0 podem contribuir no redesenho dos processos e das operações para a construção de uma cadeia mais resiliente, permitindo maior adaptabilidade da cadeia aos problemas que surgirem no futuro

17/06 – Forbes – Mudanças da cadeia de suprimentos pós covid-19 provavelmente não acontecerão como você imagina

Expectativa é de diminuição nas cadeias de suprimento just in time, mas crença no fim das cadeias globalizadas não deve se concretizar

17/06 – Valor Econômico – Empresas atuarão no repasse de recursos a fornecedores

Na proposta do BNDES, grandes empresas poderão avalizar o empréstimo concedido pelo banco a seus fornecedores e clientes

17/06 – Valor Econômico – Após tombo histórico em abril, varejo deve ter leve melhora

Vendas caíram 17,5%; expectativa é de algum avanço modesto a partir de maio

17/06 – Valor Econômico – Brasil sobe em ranking, mas segue pouco competitivo

Segundo levantamento, País teve avanços em infraestrutura, eficiência do governo e desempenho econômico. Ganho mais significativo foi na eficiência dos negócios

17/06 – Industry Week – A sua cadeia de suprimentos se desintegrou durante a covid-19?

Na recuperação, empresas devem revisar sua cadeia de suprimentos, investir em profissionais capacitados, avaliar continuamente seus fornecedores e entender as novas ferramentas disponíveis

16/06 – Globorural – Demanda por cargas registra a menor queda desde o início da pandemia

Maior queda ainda é na demanda por transporte de carga lotação, com recuo de 37%, enquanto a busca por carga fracionada caiu 31,2%

16/06 – Valor Econõmico – Emergentes vão sofrer mais para atrair capital

Unctad identifica tendência de cadeias de suprimentos mais curtas, maior concentração de valor agregado, indústrias voltando para seus países-sede e declínio de investimento estrangeiro em ativos produtivos físicos

16/06 – Valor Econômico – L’Oréal amplia seu poder de fogo no mundo digital

Empresa aposta que mundo caminha para metade dos negócios serem feitos através de comércio eletrônico, com 80% das interações sendo no ambiente on-line

15/06 – Valor Econômico – Como apoiar as micro e pequenas empresas para superar os choques da Covid-19

Em vista da importância do aumento do risco de crédito, os países têm recorrido à expansão e ajuste de mecanismos de garantia pública parcial ao crédito, além de alavancar soluções tecnológicas para facilitar o financiamento da cadeia de suprimentos por parte das MPEs.

15/06 – Retail Wire – Covid-19 expõe falhas das cadeias de suprimentos

Segundo estudo, dentre as estratégias mais eficientes para lidar com os impactos da covid-19 no supply chain, estão o uso de estoque de segurança para evitar a ruptura, uso de diversos fornecedores para evitar a dependência e a visibilidade ao longo da cadeia

15/06 – Supply Chain Magazine – Economia colaborativa na última milha: oportunidade ou risco?

Diante do inesperado aumento do e-commerce no setor de alimentos provocado pela pandemia, operações de última milha ganham ainda mais relevância, e os modelos operacionais de entrega são importantes para as grandes regiões

15/06 – UOL – Pandemia acelera demanda por drones

Diversos países já usam drones para o transporte de produtos; no Brasil, uma empresa está em processo de certificação para entregas

15/06 – UOL – Empresas e órgãos públicos estudam uso de drones

Pandemia tem mostrado novos caminhos para o uso da tecnologia; regulação atual prevê apenas uso mais simples

15/06 – ITPro Portal – Nove maneiras de o machine learning melhorar a gestão da sua cadeia de suprimentos

A integração do machine learning com a gestão da sua cadeia de suprimentos pode ajudar a automatizar diversas tarefas básicas e permitir as empresas focarem em atividades mais estratégicas e de maior impacto

15/06 – Valor Econômico – Le Biscuit, de artigos para o lar, investe em operação on-line

Varejista antecipa plano de e-commerce, com investimentos que incluíram automação do seu centro de distribuição em Feira de Santana (BA)

12/06 – Valor Econômico – Produtividade cai 1% no 1º tri já com impacto da pandemia, aponta Ibre

Última variação positiva do indicador foi registrada no quarto trimestre de 2018

12/06 – Valor Econômico – Governo Doria retoma plano de renovar concessão

Proposta de incluir investimentos em contratos existentes do Estado gerou controvérsia jurídica no início da gestão

12/06 – Forbes – Duas medidas para se tomar agora e evitar a ruptura da cadeia de suprimentos depois

Executivos de supply chain precisam conhecer a sua cadeia de suprimentos e investir na inovação para tornar a sua cadeia resiliente

12/06 – China Daily – Especialistas: Comercializar para superar os problemas da cadeia de suprimentos

Segundo especialista, quanto mais globalizada for a cadeia de suprimentos, mas resistente ela será aos riscos de uma pandemia

12/06 – O Estado de S. Paulo – Senado também apresenta projeto para cabotagem

Congresso se antecipa ao governo, que elabora o programa desde o ano passado, para regular transporte de carga na costa brasileira

11/06 – Globorural – Início de junho tem menor retração de demanda por cargas na pandemia

Segundo NTC&Logística, queda foi de 38,27% entre 31 de maio a 7 de junho

10/06 – Folha de S. Paulo – Medo de contágio inibe consumo mesmo sem isolamento social

Estudos na Coreia do Sul e na Escandinávia indicam gastos menores mesmo com regras brandas de circulação

10/06 – Valor Econômico – Caminhoneiros recebem apoio para viajar

Refeições e cuidados com a saúde ajudam responsáveis por 60% das mercadorias transportadas

09/06 – Portos e Navios – Impactos do novo coronavírus nos custos logísticos marítimos

Entenda como vêm flutuando os índices globais que analisam o transporte marítimo de contêineres e de granel durante o período da pandemia da covid-19

09/06 – UOL – Dona da Zara já tinha rede de varejo pós covid-19 antes do vírus

Conhecida por operar com estoque enxuto e nas lojas, grupo espanhol chegou próximo à ruptura de estoque com o fechamento de milhares de pontos de venda pelo mundo até lançar mão de uma combinação que contou com manufatura local, logística ágil e uso intensivo do comércio eletrônico

09/06 – Supply Chain Dive – Pesquisa aponta gestão de estoques como conhecimento prioritário para 58% dos profissionais de supply chain

Conhecimento das boas práticas e gestão de projetos completam os três principais conhecimentos para os profissionais de supply chain

09/06 – Logistics Manager – E-commerce e cadeias de suprimentos digitais são as duas prioridades para varejistas

Segundo pesquisa, quase três quartos dos varejistas no Reino Unido vêm sofrendo com problemas na logística e na cadeia de suprimentos durante a pandemia da covid-19

09/06 – Valor Econômico – Empresas reveem logística de entregas

Dinâmica da logística de entregas das redes de franquias precisou se adaptar por conta da pandemia da covid-19

09/06 – Valor Econômico – Tecnologia projeta como será o “novo consumidor”

Investimentos envolvem análise de big data, inteligência artificial e IoT para identificar motivações

09/06 – Valor Econômico – País deve sofrer mais que maioria de emergentes

Resultado do Brasil está entre os piores projetos pelo banco para países da América Latina e outros emergentes

09/06 – Valor Econômico – Curta – Mercado de implemento rodoviário

Maior 3queda nas vendas de implementos acontece entre reboques e semirreboques. Expectativa é de que agronegócio reduza impacto da crise econômica no setor

08/06 – FreightWaves – Covid-19 revela falta de flexibilidade e liderança na cadeia de suprimentos

Fornecimento vindo de vários lugares aumenta a complexidade para os executivos de supply chain nesse período de pandemia da covid-19

08/06 – InfoMoney – Banco Mundial projeta queda de 8,0% no PIB do Brasil em 2020

O tombo da economia brasileira é apenas uma das inúmeras faces da “recessão severa” que o Banco Mundial antevê

08/06 – G1 – Petrobras aumenta gasolina em 10% nas refinarias a partir desta terça

No acumulado do ano, queda no valor do combustível ainda é de 24%.

08/06 – Valor Econômico – Preço do barril dá sinal de recuperação

Patamares de consumo no mundo tendem a se manter abaixo dos níveis pré-crise; cotação da commodity deve continuar pressionada

08/06 – Valor Econômico – Brink’s cresce durante a crise

Transporte de valores tem crescimento puxado por serviços a supermercados, farmácias e Casa da Moeda

08/06 – Valor Econômico – Fabricante nacional teme invasão de importados

Setores mais vulneráveis são aqueles com matérias-primas dolarizadas e competidores internacionais já em retomada

08/06 – Mercado & Consumo – Consumidores perdem confiança em gastar durante a pandemia

Logística vem sendo fundamental para aumento das vendas do e-commerce e para que consumidor tenha ótima experiência de compra

05/06 – O Estado de S. Paulo – Com pandemia, Brasil registra abertura de mais de uma loja virtual por minuto

Em pouco mais de dois meses, foram 107 mil novos estabelecimentos criados na internet para a venda dos mais diferentes produtos, aponta levantamento. Média anterior à pandemia era de 10 mil unidades por mês

05/06 – Inc – Três erros nas cadeias de suprimentos cometidos por pequenas empresas

Desconhecimento dos seus fornecedores, falta de entendimento da sua cadeia de suprimentos por completo e digitalização tardia estão entre os principais erros cometidos pelas pequenas e médias empresas

05/06 – Insead – Análise pós covid-19: o futuro da cadeia de suprimentos

Expectativa é de que nova ordem mundial surja com base em três dimensões: regionalização das produções, busca por cadeias de suprimentos mais resilientes e foco na mão de obra qualificada para garantir flexibilidade e adaptações

05/06 – Valor Econômico – Crise impõe restrições e paradas a obras no país

Obras de duplicação de rodovias e de construção da Ferrovia Norte-Sul e de terminal ferroviário de cargas estão entre as afetadas pelas medidas impostas por estados e municípios para prevenção da pandemia. Aumento significativo de custos é uma das preocupações das construtoras

05/06 – Valor Econômico – BNDES aprova linha de R$ 3 bilhões para financiar estocagem de etanol

Medida deve garantir a estocagem de cerca de 20% da produção nacional do combustível

04/06 – InfoMoney – 3 setores que devem promover o próximo boom do e-commerce brasileiro, segundo Fred Trajano

Logística é um dos 3 pilares da revolução digital implementada pelo Magazine Luiza, ao lado do desenvolvimento próprio de todas as ferramentas e da oferta de serviços financeiros aos parceiros

04/06 – Valor Econômico – Renda menor e câmbio pressionam setor de alimentos

Pandemia leva a mudanças de hábitos dos consumidores, com destaque para três comportamentos de consumo: intensificação do uso do comércio on-line de alimentos, aumento no hábito de cozinhar em casa e a preferência por marcas mais fortes

03/06 – Galileu – Redução gradual da quarentena pode minimizar impacto na economia, diz estudo

Para pesquisadores, é economicamente melhor um lockdown mais duro e curto do que medidas moderadas impostas ao longo de quatro a seis meses

03/06 – G1 – Com pandemia, produção industrial tem tombo recorde de 18,8% em abril, diz IBGE

Queda registrada é maior do que a ocorrida durante a greve dos caminhoneiros. Especialistas ainda esperam o resultado de maio para entender se a produção brasileira atingiu a parte mais baixa da curva

03/06 – Isto É Dinheiro – CNI identifica 17 novas barreiras comerciais a produtos brasileiros

China lidera número de novas barreiras, sendo responsável por 10 dos 17 entraves. Subsídios do governo chinês a exportadores do país pode aumentar entradas de produtos chineses no Brasil

03/06 – Época Negócios – Ambev cria aplicativo em parceria com startup para mapear aglomerações nas fábricas

Caso um funcionário teste positivo para covid-19, aplicativo permite rastrear as interações deste na fábrica e o tempo destas interações. Medida é implementada para reduzir riscos de fechamento de unidades por contágio

03/06 – Valor Econômico – Crise afetará por até 5 anos os emergentes, diz Banco Mundial

Estudo da entidade descarta uma recuperação rápida dos países emergentes e diz que a sua produção potencial deverá cair

03/06 – Valor Econômico – Venda de commodities à China deve ter forte queda, mas Brasil perde menos

A diversificação da cesta de exportação de produtos para a China deixa Brasil em situação mais confortável. Tendência é de crescimento da busca chinesa por diversos produtos agrícolas

03/06 – Isto É Dinheiro – Pátria inicia operação de rodovia em meio à crise

Segundo gestor, algumas concessionárias chegaram a ter 30% de queda na movimentação de veículos de passeio, enquanto a redução foi menor para veículos de carga

02/06 – Forbes – A sua cadeia de suprimentos está pronta para a segunda onda da covid-19?

Empresas precisam estar preparadas para possível novo impacto da covid-19, que pode prejudicar ainda mais as cadeias de suprimentos. Três pontos devem ser abordados pelos executivos: análise das medidas tomadas até o momento para garantir a operação, elaboração de um plano para uma possível segunda onda da doença e a continuidade da digitalização da cadeia

02/06 – Valor Econômico – Vendas de diesel recuperam patamar pré-crise, diz diretora da Petrobras

Segundo empresa, já houve praticamente a recomposição dos volumes de diesel que eram vendidos antes da pandemia. Taxa de utilização das refinarias já está em 80%

02/06 – O Globo – Após queda do PIB, governo quer incentivar exportações. Indústria teme invasão de produtos chineses

Estratégia é puxar retomada da economia com aumento das vendas no exterior. Produtores nacionais querem medidas de proteção contra importados

02/06 – Folha de S. Paulo – Com R$ 1 bi em obras, Exército vira a grande empreiteira do governo

Nos contratos com militares estão obras de infraestrutura de transportes, como o asfaltamento da BR-163, a manutenção das BR-116 e BR-101 e a construção do trecho 6 da Ferrovia de Integração Oeste-Leste

02/06 – New Food – Cadeias de suprimentos devem ser encurtadas para se manterem resilientes, diz estudo

Estudo britânico diz que coronavírus mostrou a fragilidade das cadeias de suprimentos, sinalizando para a necessidade de cadeias mais curtas para serem mais resilientes e fornecerem alimentos mais saudáveis e ambientalmente sustentáveis

02/06 – Valor Econômico – Com a pandemia, países reforçam a defesa de empresas estratégicas

Principais economias começam a erguer novas barreiras aos investimentos estrangeiros e práticas comerciais suspeitas em defesa de setores considerados estratégicos, como tecnologia, mineração e farmacêutico

01/06 – TechRepublic – Por que a pandemia da covid-19 está forçando a cadeia de suprimentos global a se digitalizar

Sensores de IoT estão mudando a forma como alimentos estão sendo enviados e rastreados

01/06 – Valor Econômico – Grandes marcas ignoram varejistas

Algumas das principais marcas de alimentos do mundo passaram, durante a pandemia, a atender diretamente o consumidor, especialmente nos Estados Unidos. Custos da entrega ainda são uma grande barreira nas vendas diretas

01/06 – Valor Econômico – PIB deve cair no 2º tri e ter retomada fraca

Para o ano, projeções do PIB apontam para contração de 7% a 8%.

01/06 – Jornal do Brasil – Governo mantém pavimentação da Transamazônica de olho em integração logística

Junto com BR-155, BR-230 faz parte de um corredor de escoamento de produção do nordeste do Mato Grosso até os portos de Vila do Conde e Itaqui. Expectativa é de que, no pico da safra, rodovia tenha fluxo equivalente ao da BR-163

01/06 – Folha de S. Paulo – Shoppings do Brasil vão vender pela Amazon

Parceria com o braço brasileiro da bigtec busca ampliar vendas digitais, consideradas essenciais após a pandemia

29/05 – Forbes – Demanda por esses robôs autônomos para entregas cresce muito durante a pandemia

Entrega através do robô permite serviço enquanto garante distanciamento social

29/05 – Valor Econômico – Na crise, Suzano ajuda pequenos fornecedores

Junto com outras grandes indústrias brasileiras, fabricante de celulose busca garantir a continuidade das operações, controlando os riscos de ruptura e superar a crise provocada pela covid-19 sem que a cadeia de suprimentos seja desmontada.

29/05 – Valor Econômico – BNDES é escalado para reativar Novo Mercado do Gás

Banco vai sugerir a criação de uma SPE para operação da malha de gasodutos. Programa foi lançado em julho passado para abertura do setor de gás natural. Uma das principais preocupações do BNDES está na expansão da malha de gasodutos marítimos de escoamento.

29/05 – Valor Econômico – Governo quer destravar mais investimentos em ferrovia

Atenções do governo se voltam para a liberação dos estudos sobre as concessões ferroviárias da Vale, Carajás e Vitória-Minas. Outra proposta do setor em vista é a da renovação da MRS. Expectativa é de que recursos da Vitória-Minas deem suporte à Ferrovia de Integração Centro-Oeste.

28/05 – Forbes – Como IoT, Ai e Blockchain podem transformar a cadeia de suprimentos em 3 passos

Tecnologias permitem gerar identidade para cada produto na cadeia de suprimentos, conectar os produtos entre si e gerenciar todos os produtos de forma automática

28/05 – Stanford Business – Como manter as cadeias de suprimentos confiáveis quando o mundo está de pernas para o ar

Covid-19 expôs a fragilidade das cadeias de suprimentos globais. Talvez seja a hora de repensar o papel do governo no processo

28/05 – Globorural – Agro prevê aumento no transporte de grãos pela Malha Paulista

Renovação antecipada de concessão traz a expectativa de uma movimentação até 74% maior

28/05 – Valor Econômico – Mês registrou queda recorde na atividade, projeta Ipea

Resultado pode representar maior queda da produção industrial já registrada no Brasil

28/05 – Valor Econômico – Novo alvo da Rumo será expansão da malha no MT

Após cinco anos, renovar concessão da Malha Paulista por mais 30 anos, concessionária quer estender linha até Lucas do Rio Verde. Também responsável por trecho da Norte-Sul, Rumo espera começar atividades no tramo central a partir de junho de 2021

27/05 – Globorural – EUA enfrentam escassez de carne nos supermercados devido à crise por Covid-19

Segundo representantes do varejo norte-americano, a falta de carne nas prateleiras decorre de problemas de distribuição do produto, causados por uma cadeia de suprimentos que funciona just in time

27/05 – Fast Company – 5 soluções inteligentes para a disrupção global das cadeias de suprimentos

As cadeias de suprimentos já vinham sendo testadas pela guerra comercial entre os EUA e a China, e a pandemia só piorou a situação. Momento é de as companhias buscarem soluções inteligentes, o que inclui o uso mais eficiente dos dados

27/05 – CIO – Blockchain aponta para as cadeias de suprimentos do futuro

Tecnologia se torna aliada fundamental para ajudar empresas a manter cadeia de suprimentos em dia mesmo em meio a interrupções

27/05 – Folha de S. Paulo – E-commerce só minimiza impacto da crise no varejo

Apesar da explosão das vendas online, maioria das empresas vê queda no lucro

27/05 – Valor Econômico – Petrobras reajusta preço da gasolina e do diesel nas refinarias

Aumento do diesel será de 7% a partir desta quarta-feira. No mês de maio foram quatro semanas de consecutivas de aumentos nos preços dos combustíveis. Ainda assim, no ano o diesel acumula queda de 35,5% nos preços nas refinarias

27/05 – Fast Company – Primeira entrega a longa distância por drones nos EUA leva equipamentos médicos a funcionários da saúde

Empresa é a primeira no país a ser certificada para operar drones para abastecerem hospitais. Funcionários de hospital farão o pedido, drone será lançado de um centro de distribuição na região e fará a entrega do produto utilizando um paraquedas

26/05 – Extra – Oferta de alimentos e exportações do Brasil seguem garantidas, dizem ministros

Ministra da Agricultura lembra que, apesar da pandemia, país teve uma grande safra de verão e a logística segue normalizada, com pleno funcionamento dos portos no Brasil

26/05 – Extra – Demanda por transporte rodoviário de cargas tem leve queda semanal, diz pesquisa

Levantamento da NCT&Logística aponta queda na semana de mais de 41% na demanda do setor em relação ao período antes da pandemia do coronavírus. Resultado é similar ao registrado na última semana

26/05 – South China Morning Post – JD impulsiona rede logística enquanto e-commerce local se prepara para aumento de vendas com festival local

Festival de vendas é o primeiro pós covid-19 no país asiático, e gigantes do e-commerce chinês investem em tecnologia e infraestrutura para estarem preparadas para pico de demanda

26/05 – Valor Econômico – Covid-19 pressiona transporte aéreo, ferroviário e marítimo

Quarentena em diversos países e consequente redução no comércio internacional vêm impactando o transporte de cargas pelo mundo. Tendência de fabricantes levarem suas produções para regiões mais próximas dos grandes mercados consumidores pode impactar ainda mais os transportes pelo mundo’

26/05 – Folha de S. Paulo – Pico de compra de papel higiênico já passou no Brasil, diz pesquisa

Em relação a todos os produtos vendidos em supermercados, a ruptura de gôndola está em 11,6%, acima dos 9% a 10% que vinham sendo registrados antes da quarentena. Explicação estaria na falta pontual de algumas marcas, mas não na ausência de algum item.

26/05 – O Estado de S. Paulo – Sem passageiros, aéreas lotam aviões com cargas

Operações de transportes de carga mantêm os jatos voando num momento em que a pandemia reduziu as viagens de pessoas

25/05 – O Globo – Brasil vai vender 43 aeroportos, apesar da crise causada pelo coronavírus, diz ministro

Otimismo é atribuída às conversas com investidores. Expectativa é que primeiros leilões aconteçam no primeiro trimestre de 2021, com o restante sendo finalizado em 2022

25/05 – Valor Econômico – Países deverão rever produção doméstica

Segundo OMC, a pandemia de coronavírus fará com que as cadeias de suprimentos tendem a se diversificar, com algum impacto na globalização. Expectativa é de que aumente a busca por produção local ou mais próxima do país de origem. Desafio será garantir a movimentação eficiente de cargas entre países em um mundo mais preocupado com as barreiras sanitárias

25/05 – Valor Econômico – Robôs ajudam a comida a chegar à mesa

Pandemia faz acelerar tendência à automação, como a instalação de robôs que carreguem e embalem produtos na área operacional. Serviço de entregas da FedEx usando robô tem crescimento no número de parceiros

25/05 – Valor Econômico – Setores terão desafios diferentes no pós-pandemia

Segundo estudo, mudanças de comportamento do consumidor devem levar ao crescimento de setores como delivery de alimentos, varejo e farma online. Tendência é de que transporte se recupere rapidamente tão logo a demanda volte ao normal. Varejo físico deve ter impacto mais profundo na demanda.

25/05 – Valor Econômico – Compras pela internet vão ultrapassar os R$ 100 bi

Apesar de o crescimento do e-commerce durante a pandemia estar sendo de 30% em média, setor mostra cautela em relação às incertezas por conta da recessão econômica

25/05 – Folha de S. Paulo – Lavoura se adapta à pandemia no embalo da alta na demanda

Redução do contato pessoal e uso de mão de obra local são algumas das medidas que o agronegócio está tomando para reduzir os riscos de contágio da covid-19.

24/05 – Globorural – Infraestrutura e BNDES fazem parceria para desestatização de portos

Expectativa é que decisão atraia investimentos de R$ 6 bilhões em infraestrutura de transporte no país

22/05 – Valor Econômico – Pandemia impõe “seleção natural” a lojistas de shoppings virtuais

Consolidação de lojistas e ampliação da venda direta de certos produtos por grandes varejistas virtuais tem sido alternativa para a crise vivida por pequenos e médios vendedores. Marketplaces apresentam forte crescimento nas vendas e no uso dos seus serviços logísticos por parte dos seus vendedores

22/05 – Valor Econômico – Novas obras em rodovias podem ter R$ 25 bilhões

Operadoras privadas de rodovias prometem investimento em troca da extensão de atuais contratos ou pequenos aumentos nas tarifas de pedágio.

22/05 – Folha de S. Paulo – Leilões de rodovias terão trava para repasse de ágio às tarifas

No momento em que muitos países operam com taxas negativas de juros, governo federal melhorar retorno dos projetos para atrair mais interessados. Trava é para evitar que ágio seja aplicado à tarifa mesmo com obrigações deixando de ser cumpridas

22/05 – Forbes – Análise de dados e digitalização podem acelerar a resiliência operacional pós pandemia

Ruptura das cadeias de suprimentos por conta da pandemia vem aumentando o foco das empresas na resiliência operacional

21/05 – E-commerce Brasil – Movimentação logística do e-commerce cresce 18% em abril

Comparação é em relação ao mês de março. Quando comparado a abril de 2019, crescimento é de 110%

21/05 – Valor Econômico – Risco de entraves em portos no radar dos exportadores

Caso haja paralização em Santos por conta da pandemia, principais cadeias do agronegócio seriam prejudicadas. Impactos maiores sofreriam os produtores de açúcar e algodão, que comercializam quase a totalidade das suas exportações através do porto paulista

21/05 – Valor Econômico – Comércio global deve seguir caindo, diz OMC

Pandemia causa forte disrupção na economia global, com forte contração devendo se estender até o segundo trimestre

21/05 – O Estado de S. Paulo – Pequeno produtor vai do atacado ao varejo para vender

Lojas fechadas obrigam pequenos produtores a buscar novos meios para vender sua mercadoria ao consumidor final. Resultado vem surpreendendo, mas logística de entrega ao cliente final ainda é desafio

20/05 – Forbes – Robôs em armazéns garantem continuidade da cadeia de suprimentos

Com queda no número de funcionários nos centros de distribuição, robôs vêm garantindo continuidade das operações. Movimento já vinha acontecendo nos últimos anos nos Estados Unidos e se intensificou com as ausências causadas pela pandemia da covid-19

20/05 – O Globo – Infraestrutura: leilões de transportes estão mantidos

Avaliação do governo é que crise econômica causada pela pandemia da covid-19 não vai afetar a atratividade das licitações

20/05 – O Globo – Covid-19 abre caminhos para veículos autônomos

Pandemia leva governos locais a afrouxar restrições, permitindo que vans-robôs façam entregas em centros urbanos

20/05 – Valor Econômico – Nova operação na ferrovia Norte-Sul começa até início de 2021, diz Brado

A primeira fase da operação da Brado vai abranger o trecho entre Imperatriz (MA) e Anápolis (GO). Expectativa é chegar a Sumaré (SP) até maio de 2021. Novo trajeto deverá reunir cargas além do agronegócio, como minério, bebidas e alimentos para abastecimento do Centro-Oeste

20/05 – Valor Econômico – Em 2 horas, Walmart faz venda de 2 dias nos EUA

Demanda sem precedentes pressiona cadeia de suprimento da varejista e pode afetar lucros. Há dificuldade de encontrar desde itens de primeira necessidade, como desinfetantes, toalhas, papel higiênico, carne bovina e suína, até laptops, cadeiras de escritório e tecidos.

20/05 – Valor Econômico – Facebook desafia Amazon e eBay com vitrine virtual para empresas

Rede social abre espaço de e-commerce para pequenos e médios varejistas na onda do crescimento das vendas online por conta da pandemia provocada pelo coronavírus. Iniciativa chamada de Facebook Shops será lançada em alguns países, incluindo o Brasil

19/05 – Forbes – No pós covid-19, a resposta é Transformação Digital. Agora, qual é a pergunta?

Expectativa de especialista é que a indústria invista em inovação em 18 meses o equivalente a um período de cinco anos. Quem não investir em transformação digital ficará para trás no mercado

19/05 – Forbes – Você sabe de onde vêm seus suprimentos? Aqui está a importância de ter uma cadeia de suprimentos segura

Segurança da cadeia de suprimentos vai além de onde estão os fornecedores e passa também na segurança da tecnologia utilizada. Empresas devem se preocupar com ataques de hackers e outros problemas que podem atingir sua rede e interromper operação

19/05 – ZDNet – Esse é o fim da cadeia de suprimentos como a conhecemos?

Impressão 3D cresce no mundo com a necessidade de grupos de trabalhadores se manterem em quarentena por conta da pandemia da covid-19.

19/05 – TechRepublic – Má qualidade dos dados resulta em pesadas consequências para os negócios

De acordo com pesquisa recente, 93% dos gestores das áreas de suprimentos e supply chain vêm sofrendo com a baixa informação sobre seus fornecedores e quase a metade tem seu trabalho afetado por isso

19/05 – Yahoo Finanças – Como o coronavírus vai mudar o setor de logística

Soluções vão desde o uso de assinatura digital por voz para evitar o toque no celular até adoção de tecnologias inteligentes para garantir visibilidade total das operações do prestador de serviço logístico.

19/05 – Valor Econômico – Petrobras faz primeiro reajuste do diesel no ano

Após 11 reduções no preço do diesel em 2020, combustível sobe 8% nas refinarias. Segundo empresa, aumento estaria compatível com a paridade internacional.

19/05 – Valor Econômico – Maersk prevê queda na importação de 25%

Segundo presidente da empresa para a América Latina, impacto da covid-19 nas exportações será reduzido na região. Expectativa é de que situação melhore a partir do terceiro trimestre.

19/05 – Valor Econômico – Concessão de Pipa nasce já com aditivo para covid-19

Apesar do cenário incerto, nova concessionária já tem garantidos recursos para investir na rodovia nos próximos dois anos. Presidente da concessionária acredita que o setor de rodovias seja o menos impactado pela crise na infraestrutura.

19/05 – Valor Econômico – Pandemia desmonta produção de fast-fashion

Queda nas vendas é sentida em todas as cadeias de suprimento do setor, afetando diversos países pelo mundo. Estudo aponta que mais de 30% da cadeia de moda, incluindo varejistas, não vai sobreviver à crise provocada pela pandemia da covid-19.

19/05 – Bloomberg – Coronavírus revela os riscos para a cadeia de suprimentos do Reino Unidos antes do Brexit

Tendência é que país busque restabelecer a produção de determinados produtos no próprio território, reduzindo a globalização de suas cadeias de suprimentos. Temor cresce a poucos meses de o país deixar a União Europeia, o que já trará impactos ao seu comércio internacional.

18/05 – Forbes – Investimentos estratégicos em tecnologia na cadeia de suprimentos vão criar novos líderes na indústria pós covid-19

Identificar os fornecedores estratégicos, lutar incessantemente para entender a demanda, investir para melhorar a eficiência digital e saciar os novos anseios do consumidor estão entre as medidas que deverão ser postas em prática pelas empresas nesse mundo pós covid-19

18/05 – O Globo – Governo dá aval para revisão de contratos de estradas e aeroportos

Queda abrupta da demanda por conta da pandemia do coronavírus faz governo federal revisar contratos de concessão. Segundo Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias maiores quedas de movimentação foram nas estradas onde os fluxos de veículos de passeio é maior que o de cargas.

18/05 – UOL – Cana perde espaço na lavoura para soja e milho

Queda do preço do petróleo, em meio à pandemia da Covid, desestimula produtores do interior de São Paulo

18/05 – UOL – China pede para empresas fazerem estoque de alimentos

País asiático está preocupado com possível segunda onda do coronavírus, que poderia fechar portos pelo mundo e dificultar ainda mais a compra de produtos agrícolas no mercado internacional

18/05 – UOL – Pandemia acelera volta do Grupo Big às vendas online

Em 3 meses, grupo monta plano para retornar ao e-commerce, que contará com dois tipos de delivery e um drive-thru. Para acelerar implementação, Big fez parceria com 3 empresas para fazer entregas

18/05 – Valor Econômico – Commodities ganham espaço e já são 67% das exportações

Percentual é o maior já registrado no país desde 2008 e se deve, principalmente, pela redução de exportações de manufaturados para Argentina e Estados Unidos, enquanto a China vem aumentando suas importações de commodities

15/05 – Logistics Manager – Gestão de riscos da cadeia de suprimentos no mundo do coronavírus

A gestão de risco é central em cadeias de suprimentos estáveis, e a forma com que os gestores lidam com as adversidades depende em quão robustos os sistemas de gestão de risco são.

15/05 – Valor Econômico – GPA antecipa projeto de marketplace

Varejista acelera projetos nas áreas alimentar e digital em consequência da pandemia de covid-19. GPA tem contatado varejistas que possam ter lojas na nova plataforma de venda online.

15/05 – Valor Econômico – Amazon começa a normalizar operação nos EUA

Prazos de entrega começam a se normalizar, com retorno das entregas em um ou dois dias mesmo para itens não essenciais. Empresa converteu cinco supermercados Whole Foods para atenderem como “dark stores”

15/05 – Valor Econômico – Grupo Ultra vê início de melhora em combustíveis

Controla da Ipiranga e da Ultragaz já vê alguma melhora na demanda, embora cenário ainda seja incerto. Na distribuição de combustíveis, segmento que mais sofre é o de gasolina e etanol, mais afetado pelas restrições de mobilidade.

14/05 – Logistics Manager – Varejo precisa de melhorias na previsão e na visibilidade para se adaptar à economia da covid-19

Pesquisa aponta que mudanças radicais no perfil dos consumidores durante a pandemia vão afetar de forma substancial as cadeias de suprimentos

14/05 – Globorural – Oferta de contêineres tornou-se fator crítico, aponta Maersk

Empresa aponta “desequilíbrio entre importações e exportações” após pandemia de Covid-19

14/05 – Folha de S. Paulo – Frete grátis volta a ser regra no comércio eletrônico para tentar elevar vendas

Tática é tentativa de enfrentar a forte concorrência em período de baixa demanda, mas vem influenciando pouco o faturamento das empresas. Regionalização de estoques por parte de varejistas tem permitido que iniciativa não comprometa os resultados das empresas.

14/05 – Folha de S. Paulo – Comércio de chocolates tenta emplacar vendas online no dia a dia

Maior esforço tem sido transformar as lojas em centrais de delivery. Parcerias estratégicas com market places têm contribuído para as vendas.

14/05 – Valor Econômico – Santos Brasil estuda leilões e planeja diversificar carga

Apesar da crise provocada pelo coronavírus, Santos Brasil busca oportunidades para movimentar carga além de contêineres, seu principal negócio atualmente. Mega terminal de granéis líquidos em Santos é uma das opções em vista.

14/05 – CNBC – China está produzindo produtos de maior valor agregado – mesmo com as fábricas deixando o país

Movimento de mudança nas cadeias de suprimentos já vinha acontecendo com o encarecimento do custo de vida na China, além da guerra comercial com os Estados Unidos. Diversificação da cadeia de suprimentos vai exigir maior conectividade entre os diferentes polos de produção.

13/05 – Entrepeneur – Três pilares para construir uma cadeia de suprimentos resiliente

Ao focar na base, mesmo em tempos de crise, gestores podem usar pessoas, processos e tecnologias certos para atacar as necessidades mais críticas

13/05 – CNBC – Coronavírus vai alterar a globalização e criar cadeias de suprimentos regionais, preveem especialistas

Coronavírus não vai apenas suspender processo de globalização, mas revertê-lo. Cadeia regional vai permitir que empresas rapidamente alterem suas operações em futuras crises com menos contratempos.

13/05 – Valor Econômico – Venda de etanol em abril caiu menos que o esperado

Menor queda ocorreu nas vendas feitas para distribuidoras e pode ter sido reflexo de aumento dos estoques no setor. Diante da fraqueza do mercado de etanol, usinas maximizaram produção de açúcar.

13/05 – Valor Econômico – Vacância de escritórios em SP tende a crescer com pandemia

No segmento de galpões, taxa de vacância ficou em 17% no primeiro trimestre, ficando praticamente estável em relação ao mesmo período de 2019. Queda da comercialização do varejo físico tem provocado manutenção de volume a ser produzido e armazenado, apesar do aumento das vendas do comércio eletrônico.

13/05 – Portogente – Supply chain: pandemia exige novos modelos de projeção

Crise provocada pela Covid-19 praticamente inutilizou os modelos de previsão de demanda, de planejamento do supply chain, de uso de mão de obra e de projeção de caixa. Novos modelos devem ser ajustados através de ferramentas de planejamento da demanda mais flexíveis e altamente adaptáveis às mudanças de comportamento.

12/05 – G1 – Setor de serviços tomba 6,9% em março, pior resultado da série iniciada em 2011

Segundo pesquisa do IBGE, Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio registraram queda de 9% em março, com transporte terrestre tendo caído 10,6%. A atividade no transporte aquaviário se manteve estável no período, enquanto armazenagem, serviços auxiliares a armazenagem e correios ficou praticamente estável, com queda de apenas 0,6%.

12/05 – Forbes – Pandemia do coronavírus mostrou porque precisamos de cadeias de suprimentos mais simples e curtas

Cadeias mais simples e curtas reagem mais rapidamente às crises e são mais sustentáveis ambientalmente

12/05 – Forbes – As cadeias de suprimentos devem se tornar menos eficientes

Pandemia da covid-19 tem levado a mudanças de prioridades nas empresas. Empresas buscam operações mais flexíveis e cadeias de suprimentos resilientes, mesmo que isso sacrifique alguma lucratividade em curto prazo.

12/05 – Barrons’s – Empresas estão reestudando cadeias de suprimentos muito globalizadas

Pressão por tornar produções mais locais cresce com a pandemia do coronavírus, intensificada também pela guerra comercial entre Estados Unidos e China.

12/05 – Logistics Manager – Cadeias de suprimentos completamente diferentes e novas exigem um novo estilo de gestão

Tornar cadeias menos globalizadas pode levar as empresas a apenas mudar os riscos que vão correr. Solução estaria na rápida digitalização da cadeia de suprimentos para transformar a gestão de cadeias de suprimentos globais.

12/05 – Valor Econômico – Alemanha mostra como produzir em meio à pandemia

Com planejamento e troca de experiência com as subsidiárias na China, a maioria das empresas alemãs continuou funcionando durante o confinamento, mantendo seus trabalhadores protegidos da covid-19. Entretanto, economistas alertam que empresas alemãs não escaparão da recessão, além de suas cadeias de suprimentos a deixarem expostas a mercados mais duramente atingidos pela pandemia.

12/05 – Valor Econômico – Diversificar as cadeias de suprimentos será difícil e caro

Diversificação das cadeias e mais produção em casa são a receita de muitos para um comércio resistente a pandemias. Custo da diversificação, porém, pode inviabilizar produções mais complexas ou fazer com que produtos fiquem muito menos sofisticados. Incentivos de governos podem ser determinantes para a diversificação de determinadas cadeias de suprimentos.

12/05 – InsideRetail – O que o coronavírus revelou sobre o estado das nossas cadeias de suprimentos

Diante da pandemia, as cadeias de suprimentos enfrentam grandes desafios, que devem levar a profundas transformações. Estratégias como espaços flexíveis de armazenagem, atendimento de pedidos online automatizados e maior diversificação dos fornecedores devem fazer parte do novo normal.

11/05 – Valor Econômico – China cancela 12 embarques ao Brasil até julho

Brasil deverá perder 19% de sua capacidade de exportação em contêineres para país asiático. Problema não deverá derrubas as vendas, beneficiadas pela desvalorização do real, mas deverá elevar os custos das empresas. Outro potencial entrave é o acúmulo de contêineres na costa brasileira, pois importadores têm retardado a nacionalização da carga por conta da alta do dólar.

11/05 – Valor Econômico – B2W amplia venda direta para não perder receita

Após identificar problemas de abastecimento e falta de capital de giro entre vendedores de seu site, B2W amplia a venda direta para não perder receita e chega ao maior nível de estoque desde 2017. Decisão vai na contramão da recente política de investir em seu market place. Segundo CEO das Lojas Americanas, de 25% a 30% das entregas da empresa têm ocorrido em duas horas.

11/05 – Portogente – Demanda por frete rodoviário recua quase 30% em abril

Agronegócio se destaca como o setor que mantém a estabilidade mesmo na crise da pandemia, com avanço de 10% em comparação a março

10/05 – Veja – Os setores que amargam os sintomas da Covid-19 — e o que os salvarão

Empresas de transporte e logística sentiram de frente o baque do coronavírus e apelam ao Governo Federal pela manutenção dos negócios. Portos e ferrovias, por sua vez, continuam operando com certa normalidade.

08/05 – Valor Econômico – Covid-19 evidencia peso do transporte terrestre no PIB

Atividade teria um impacto de, pelo menos, 30% no PIB, com esse número podendo ainda estar subestimado, segundo responsável por estudo.

08/05 – Valor Econômico – Infraestrutura esbarra em amarras históricas, diz Frischtak

Segundo economista, setor privado representa dois terços do total investido em infraestrutura no país

08/05 – Valor Econômico – Investimentos caem 8,9% em março, pior resultado em 25 anos, diz Ipea

Com a incerteza em níveis recordes e a paralisação de fábricas durante a pandemia de covid-19, houve retração forte do que se investe em máquinas equipamentos, construção civil e pesquisa

08/05 – Valor Econômico – Manutenção de caminhão traz alento a montadoras

Transporte de alimentos de outros itens garante demanda nas oficinas

08/05 – Valor Econômico – Ministério projeta mudanças no fluxo comercial pós-crise

Pasta prevê mais exigências sanitárias, novas demandas e um recrudescimento do protecionismo

07/05 – G1 – Indústria sente efeitos da queda na demanda por causa do isolamento

Mas o agronegócio continua produzindo, fábricas essenciais não pararam, toda a cadeia de suprimentos e logística está em operação garantindo o abastecimento da população.

07/05 – O Globo – Bolsonaro vai questionar Petrobras sobre reajuste da gasolina em 12%

Presidente diz que não houve elevação da cotação do petróleo no mercado internacional para justificar essa decisão

07/05 – Valor Econômico – Equipe diverge e deixa para Bolsonaro decisão sobre Cide

Com a elevação da Cide, setor sucroalcooleiro espera retomar ao menos em parte a competitividade do etanol em relação à gasolina. Segundo a área econômica, as ações tomadas desde o início da pandemia atenderam às empresas como um todo e não a um setor específico. Temor é por pressão de outros setores.

07/05 – Valor Econômico – Mercado Livre acelera vendas e entra no setor de supermercados

Companhia segue tendência de crescimento do setor, sinalizada por Via Varejo, Grupo Pão de Açúcar e Carrefour. Assim como Magazine Luiza e B2W, Mercado Livre acelerou projetos de investimento no segmento específico de supermercados.

07/05 – Valor Econômico – Pedidos em carteira mantêm fábricas de implementos

Setor tem queda nas entregas, mas pedidos feitos antes da pandemia impedem paralisia total. A queda foi maior no segmento de pesados (reboque e semirreboque), fortemente influenciado pelo agronegócio, construção civil, mineração e obras de infraestrutura.

06/05 – Globorural – Movimento de cargas nas estradas melhora, mas ainda é 41% menor após pandemia

Presidente da NTC&Logística acredita que números apontam a possibilidade de rápido retorno à normalidade

06/05 – Folha de S. Paulo – Pandemia remodela papel de cadeias globais de produção

Globalização centrada em linhas da China é alvo de debate, inclusive no Brasil

06/05 – Folha de S. Paulo – Pouquíssimos fornecedores do setor automotivo resistem depois de junho, diz presidente da Fiat

Segundo Antonio Filosa, muitas empresas pequenas e médias já estão em processo de falência

06/05 – Folha de S. Paulo – Drive-thru cresce como alternativa de shoppings e lojas para reduzir perdas

Consumidores fazem a compra pelo site ou por WhatsApp e agendam hora para retirada no local

06/05 – Valor Econômico – Indústria despenca em março e deve mostrar queda recorde em abril

Produção cai 9,1% em março; para abril, estimativas preliminares apontam recuo de até 20%

06/05 – Valor Econômico – Com pandemia, setor de bens de capital perde vendas e demite

Segundo economista, houve ruptura significativa na cadeia de fornecedores nacionais e internacionais do setor de bens de capital. Empresas com fornecedores locais e mais verticalizadas têm se saído melhor

06/05 – Valor Econômico – Mercados de escritórios e galpões já sentem a crise

Liquidez menor e a diferença de expectativas entre compradores e vendedores em relação ao preço dos ativos reduziram o volume de negócios

06/05 – Valor Econômico – Conab prevê forte aumento da produção de açúcar

Estatal estima aumento de 18,5% nesta safra 2020/21; para o etanol, previsão é de queda de 13,9%

06/05 – Portos e Navios – Precisamos de paz para trabalhar em concessões, diz ministro da Infraestrutura

Ministro acredita que, apesar da pandemia de covid-19, há liquidez nas mãos de investidores internacionais. Ele, lembra, porém, que Brasil deverá enfrentar concorrência de outros países na busca pelo capital internacional

05/05 – World Economic Forum – Como proteger a cadeia de suprimentos global dos perigos provocados pela pandemia da covid-19

Respostas dos países à pandemia estão ameaçando a integridade das cadeias de suprimentos globais, afetando sobretudo o transporte marítimo, responsável por 90% das trocas comerciais globais

05/05 – Folha de S. Paulo – Petrobras busca tanques de terceiros para estocar gasolina

Estratégia mostra gargalos na capacidade de armazenamento de combustível. Segundo empresa, não há problemas na armazenagem de petróleo bruto.

05/05 – O Estado de S. Paulo – Câmbio e pandemia fazem empresas investirem em projetos made in Brazil

Objetivo é tentar fugir das importações, que estão mais caras com a valorização de 25% do dólar desde o início da emergência sanitária, da dependência de poucos fabricantes globais e da escassez de produtos de combate à covid-19 por conta a alta demanda mundial

05/05 – O Estado de S. Paulo – Para avançar no mercado, produção brasileira necessita ser competitiva

Fabricantes também preveem que, após pandemia, mundo vai registrar nova onda de protecionismo

04/05 – Globorural – Caminhoneiros pedem congelamento do preço do diesel para cálculo do frete

Medida seria restrita ao período da crise do novo coronavírus e se deve à forte queda recente nas cotações do diesel

04/05 – Valor Econômico – Crise vai levar à reconfiguração das concessões de infraestrutura

Além do cronograma de leilões, as premissas de demanda e investimento precisarão ser adequadas

04/05 – Valor Econômico – Retomada de leilões em porto deixa de fora megaterminal em Santos

Oferta do maior terminal de combustíveis do Brasil deve ficar para 2021

04/05 – Valor Econômico – E-commerce sustenta o mercado da Goodstorage

Problema da covid-19 afetou a locação de armazéns e elevou a inadimplência por parte de pequenos e médios empreendedores

03/05 – O Globo – Comércio eletrônico ganha quatro milhões de novos clientes na pandemia e acentua crise do varejo físico

Com portas fechadas, lojistas ampliam presença on-line, e consumidores compram 30% mais na internet

30/04 – Folha de S. Paulo – Governo quer leilão com lucro maior para atrair estrangeiros

Plano é elevar taxa de retorno para rodovias, ferrovias, aeroportos e portos

30/04 – Folha de S. Paulo – Bolsonaro inclui serviços para caminhoneiro entre essenciais

Decreto presidencial atende a reivindicação de motoristas e permite a abertura de comércio nas rodovias

30/04 – Terra – Apesar de crescer durante pandemia, Mercado Livre cortará investimentos

Setor financeiro avançando a ritmo lento motivou empresa a cortar os R$ 4 bilhões que seriam aportados no País em 2020; na área de logística, contratações foram aceleradas

30/04 – Valor Econômico – Guedes e Braga Netto tentam mostra coesão em torno do Pró-Brasil

Ao mesmo tempo em que rejeita o aumento dos investimentos públicos, Ministro da Economia afirma que não há problema em elevar o orçamento do Ministério da Infraestrutura

30/04 – China Radio International – Rede de logística global do Alibaba ajuda pequenas e médias empresas em todo o mundo

Com a redução da capacidade de frete aéreo internacional por conta da pandemia, gigante do comércio eletrônico chinês ampliou o número de voos charters para garantir entregas no exterior

30/04 – WWD – Pós-COVID-19: Possíveis cenários para designers, fornecedores e produtores na indústria da moda

Consolidação da cadeia de suprimentos, redução da gestão Just-in-time, diversificação de fornecedores e mudança no perfil de compra dos consumidores estão entre as mudanças previstas para o mundo da moda pós covid-19

29/04 – E-commerce Brasil – Pandemia acelera a transformação da logística no Brasil

Questões como retirada e entrega sem contato e ship-from-store cresceram durante a pandemia e devem transformar a logística no Brasil

29/04 – Folha de S. Paulo – Empresas de saúde buscam no governo solução para levar produtos ao Norte

Associação diz que custo de transporte aumentou em até três vezes após enxugamento da malha aérea

29/04 – Folha de S. Paulo – Após drive thru no estacionamento, shoppings lançam armários para retirar compras

Através de um QR Code, cliente busca item comprado à distância em uma das 63 gavetas automatizadas do armário localizado no shopping e abastecido pelo lojista

28/04 – Extra – Demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil tem leve melhora, aponta pesquisa

Pela primeira vez desde o início das sondagens, indicador medido pela NCT&Logística aponta leve redução na queda de demanda por transporte rodoviário de carga

28/04 – Harvard Business Review – Precisamos de um teste de stress para cadeia de suprimentos críticas

Iniciativa seria voltada para setores críticos para a população, como farmacêutico e de insumos médicos, e teria como modelo os testes de stress realizados pelos governos dos Estados Unidos e da União Europeia nos bancos após a crise financeira de 2008

28/04 – Forbes – A inteligência na cadeia de suprimentos é a chave para o retorno da indústria pós-covid-19

A resposta está nos dados coletados, não necessariamente na coleta de mais dados, mas, sim, na análise inteligente dessas informações, através de plataformas dedicadas de análise da cadeia de suprimentos

28/04 – Forbes – Varejistas usam sistemas de encomenda e pré-ordem para contornar atrasos na cadeia de suprimentos

Modelos permitem que varejistas continuam a vender e gerar valor, sem esconder dos clientes que o fornecimento levará mais tempo do que o normal

28/04 – Valor Econômico – Empresas de logística expressa operam em ritmo de Black Friday

Com quarentena, volume de entregas quase duplica em abril em relação a março. Novos investimentos, abertura de vagas e remanejamento de funcionários estão entre as ações das empresas para suportar o aumento na procura

28/04 – BBC News – No desespero, empresas buscam melhores formas para fornecer produtos

Grande questão está entre saber qual será a demanda, principalmente em segmentos com forte sazonalidade. Expectativa é que o caos nas cadeias de suprimentos dure, pelo menos, outros 18 meses

28/04 – Valor Econômico – Danone passa por transformação para operar durante a pandemia

Alteração no portfólio foi uma das medidas das empresas de alimentos para atender a nova demanda originada na pandemia

28/04 – WEF – Implementação criteriosa do blockchain é chave para melhorar as cadeias de suprimento no mundo pós-covid-19

Organização Não Governamental lança manual para implementação de blockchain com melhores práticas implementadas por especialistas em diversas áreas

27/04 – Correio Braziliense – Contrário à proposta, Guedes diz que Pró-Brasil é apenas ”estudo”

Ministro concluiu que o Brasil até pode aumentar o investimento em áreas prioritárias como a infraestrutura, mas não de forma desalinhada ao controle dos gastos públicos

27/04 – The Verge – Algoritmos usados pelas grandes empresas para gerenciar suas cadeias de suprimentos não funcionam durante a pandemia

Empresas consideram que os dados fornecidos pelos algoritmos não são confiáveis e vêm ajustando suas previsões, seja utilizando apenas dados recentes, aumentando as incertezas no modelo e confiando mais em bons profissionais de previsão e planejamento da demanda.

27/04 – O Globo – Pandemia e alta do dólar desafiam indústria a nacionalizar fabricação de insumo

Empresas, de variados setores, querem reduzir a dependência do fornecimento asiático, especialmente o chinês

27/04 – Valor Econômico – Prevista para 2013, ampliação da Fiol é a “nova” prioridade no Pró-Brasil

Intenção do governo é concessionar a ferrovia até o fim de 2020. Segundo governo, possível investidor confirma que permanece disposto a entrar no leilão, com interesse principal no primeiro trecho, entre Ilhéus e Caetité. Segundo trecho da obra pode ser finalizado pelo Exército.

27/04 – Valor Econômico – Desafios da infraestrutura diante das crises

Delimitar frustração de receitas ou alta de despesas no reequilíbrio de contratos de concessões não é trivial

26/04 – Bloomberg – Abaladas, cadeias de suprimentos mudam para o modo recuperar e sobreviver

Após o choque inicial, empresas estão se adaptando para uma economia global agora atormentada pela fraca demanda e a incerteza disseminada

26/04 – Exame – Fred Trajano, do Magalu: brasileiro é mal servido em supermercado online

Com isolamento social e metade da receita perdida, Magalu ampliou sua rede logística e tenta expandir a participação do e-commerce em itens de supermercado

24/04 – O Estado de S. Paulo – Pandemia adia entrega de galpões industriais e novos escritórios

Antes da pandemia, mercado de galpões estava em franca expansão, puxado pelas locações do varejo online e de empresas de logística. Entregas de novos galpões estão sendo adiadas, e novas obras só serão iniciadas com garantia de locação

24/04 – Valor Econômico – Ministérios tentam apagar a imagem de cisão no governo

Ministro da Infraestrutura garante que projetos selecionados obedecem a lógica de “efeito multiplicador” e serão privatizados no futuro. Expectativa é de que o avanço obras contribua para tornar concessões mais atrativas.

24/04 – Valor Econômico – Taxa de retorno maior vira alternativa

Objetivo do Ministério da Infraestrutura é ampliar atratividade de projetos de infraestrutura para investidores, sobretudo estrangeiros

23/04 – Época Negócios – Governo mantém expectativa sobre leilões de infraestrutura no 2º semestre

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, reiterou nesta visão otimista sobre os projetos de concessão de rodovias, aeroportos, ferrovias e portos

23/04 – O Globo – Retomada com obras públicas

Sem Guedes, governo lança plano de recuperação e prevê 1 milhão de empregos. Ministério da Infraestrutura seleciona 70 obras, a maior parte delas na área de transportes.

23/04 – O Globo – Sem Guedes, programa Pró-Brasil mostra falta de unidade no governo, dizem especialistas

Críticas vão do tamanho do programa, passando por ausência integração com outros projetos e falta de participação do Ministério da Economia

23/04 – Folha de S. Paulo – Governo resgata papel do Estado na retomada, sob a oposição de Guedes

Programa chamado de Pró-Brasil prevê investimentos de R$ 30 bilhões em obras

23/04 – Valor Econômico – Exportação de granéis agrícolas deve seguir em forte alta até maio

Segundo Abiove, a demanda por fretes rodoviários de granel agrícola caiu apenas 1,4% contra queda de 25% na demanda dos granéis em geral.

22/04 – G1 – Transporte rodoviário de cargas tem queda na demanda de 45% no Brasil, diz pesquisa

Queda foi superior no transporte fracionado, chegando a mais de 47%. Percentual de transportadoras que tiveram queda significativa de faturamento chegou a 89%.

22/04 – Valor Econômico – Demanda menor breca produção de refinarias

Embora Petrobras tenha reduzido em 38% o preço do diesel nas refinarias, retração não tem sido a mesma nos postos de combustíveis

22/04 – Valor Econômico – Cresce de manda da XPrajá para revender estoques

Desde o início da pandemia, empresa de recolocação de produtos encalhados vem recebendo volumes crescentes de produtos a serem recolocados. 18 indústrias de grande porte nos setores de alimentos, higiene e limpeza são fornecedores da XPrajá.

22/04 – Valor Econômico – P&G planeja mudanças no portfólio

Quarentena fez empresa olhar com mais atenção os indicadores de ruptura na gôndola.

21/04 – Fast Company – Como sobreviver à ruptura na cadeia de suprimentos global

Em um mundo cheio de percalços como crises comerciais e pandemia, especialista da Universidade de Stanford cita algumas medidas para as empresas se tornarem mais ágeis e flexíveis

21/04 – SupplyChain 247 – Covid – 19 e cadeias de suprimento despedaçadas

Paper analisa como a covid-19 afetou as cadeias de suprimentos e mostra como reduzir vulnerabilidade como uma cadeia mais inteligente

20/04 – Fast Company – Cadeia de alimentos tenta se reinventar para resolver o seu problema de desperdício de comida durante a pandemia

Os caminhos para entregar alimentos a restaurantes são completamente diferentes dos que levam comida para as lojas

20/04 – Jornal do Comércio (RS) – Coronavírus e a logística de entrega no Brasil

Planejamento da demanda e gestão de armazenagem e das entregas estão entre as atividades mais impactadas nesse período de pandemia.

20/04 – O Estado de S. Paulo – Pandemia mostrou alto custo de importação no País

Até março, tarifa de compras externa de material hospitalar no Brasil só era inferior à da Índia, entre as grandes economias

20/04 – Valor Econômico – Malha aérea deve manter redução de 90% em maio

Gol, Azul e Latam discutem com o governo oferta mínima de voos comerciais que estará disponível no mês que vem

17/04 – Inbound Logistics – Reabastecimento da cadeia de combustíveis durante a covid-19

Veja os cinco pontos principais nos quais a logística e a cadeia de suprimentos devem focar para se manter ágil durante a pandemia da covid-19

17/04 – O Estado de S. Paulo – Volks quer parceria e nacionalizar peças

Montadora considera mudança na cadeia de suprimentos estratégica, apostando na nacionalização de componentes para driblar oscilações cambiais e riscos de ruptura em períodos de crise.

17/04 – Valor Econômico – Pujança do segmento de grãos não evita que Mato Grosso perca dinheiro na crise

Mesmo o agronegócio teve impacto nas exportações de grãos no final de março por dificuldades encontradas no frete rodoviário. Usinas de etanol sofrem com queda no consumo de combustíveis.

17/04 – Valor Econômico – Plataformas digitais tentam amenizar perdas de produtores de perecíveis

Iniciativas visam a aproximar vendedores de compradores

16/04 – Innovation&Tech Today – Quatro formas de a tecnologia ajudar na cadeia de suprimentos de alimentos durante a covid-19

Tecnologias como entrega por drones, blockchain, fazenda urbana e market place de alimentos vêm crescendo em muitas partes do mundo para poder fazer frente ao confinamento da população.

16/04 – Valor Econômico – Plano de retomada com obra pública ainda depende de aval da Economia

Equipe indicou 70 empreendimentos, na área de transportes, com projetos de engenharia e licenciamento ambiental em fase adiantada.

16/04 – Estado de S. Paulo – Governo tem pacote de obras pós-crise

Ideia é injetar dinheiro em infraestrutura como forma de gerar emprego e dar impulso à economia do País assim que a pandemia retroceder.

15/04 – The Hill – Gestão da cadeia de suprimentos é uma arma poderosa na guerra contra o coronavírus

Embora seria muito custoso para as empresas estarem sempre preparadas para eventos esporádicos, como a pandemia da covid-19, cadeias consideradas essenciais deveriam ter planos para esse tipo de situação.

15/04 – Valor Econômico – Empresas buscam adiar chegada de mercadoria

Com recessão às portas, empresas buscam redução da velocidade do transporte, pedindo que contêineres se tornem “armazéns flutuantes”. Armadores de longo curso oferecem opções de armazenagem em locais mais baratos espalhados pelo mundo, levando as cargas para mais perto do destino.

14/04 – Época Negócios – É preciso repensar a cadeia de suprimentos para evitar desabastecimento global, diz Wolfgang Lehmacher

Segundo Lehmacher, recuperação econômica vai depender da capacidade dos países produzirem insumos internamente

14/04 – Globorural – Com menos caminhões, frete de hortifruti aumentou em até 20%

Produtores relatam dificuldade para escoar produção do Sudeste para demais regiões do país por falta de frete de retorno.

14/04 – Globorural – Pandemia reduz transporte rodoviário de cargas em 43,9% no Brasil, aponta nova pesquisa

Estudo da NTC&Logística aponta para redução maior (46,3%) no caso de cargas fracionadas no mesmo período.

14/04 – G1 – Governo tenta avançar com agenda de concessões, mesmo com crise do coronavírus

Ministério da Infraestrutura enviou ao TCU projeto de concessão de trecho rodoviário ligando Anápolis (GO) a Aliança (TO).

14/04 – Valor Econômico – Vírus afetará transportes por 4 meses

Pesquisa inédita da CNT mostra que boa parte das transportadoras de carga não tem como ultrapassar um período de 30 dias operando sem apoio financeiro. Três em cada quatro empresas de transportes de carga teve queda superior a 20% na demanda por serviços em março.

14/04 – GreenBiz – O que disrupturas anteriores nos ensinam sobre revisitar as cadeias de suprimentos depois da covid-19

Veja cinco recomendações do World Economic Forum para revisitar as cadeias de suprimentos com base em aprendizados advindos de crises anteriores.

14/04 – Valor Econômico – Reconfiguração do comércio mundial

Brasil pode entrar em novas cadeias de suprimento, mas vai também enfrentar o desafio de novas barreiras sanitárias e fitossanitárias.

14/04 – Sputnik Brasil – Logística em tempos de pandemia: como satélites ajudam cadeias de suprimentos

Coronavírus ameaça ruptura das cadeias de suprimentos, e empresas buscam soluções através do uso de tecnologia.

14/04 – Valor Econômico – Bunge digitaliza contratação de fretes rodoviários no país

Adesão dos caminhoneiros ao novo aplicativo lançado pela empresa cresceu com as restrições impostas pelo novo coronavírus

14/04 – Jornal do Comércio (RS) – Desafios ampliados para o transporte de alimentos

Nesse período de pandemia, chegar com grãos e outras mercadorias até os portos da China se tornou uma operação ainda mais complexa.

13/04 – Globorural – Transportadoras pedem suspensão de cobrança de pedágio

Carta assinada por nove empresas foi enviada ao Ministério da Infraestrutura, que diz não cogitar suspensão.

13/04 – USA Today – Amazon coloca novos clientes de gêneros alimentícios em lista de espera

Gigante do e-commerce não consegue atender o aumento da demanda em gêneros alimentícios e cria lista de espera, embora garanta que esteja buscando aumentar a sua capacidade.

13/04 – Valor Econômico – Covid-19 levará à revisão estratégica da produção, diz Abiquim

Indústria brasileira poderá voltar a produzir no país insumos essenciais que deixaram de ter fabricação local. Discussão parte do Ministério da Defesa, com o propósito de identificar insumos e produtos estratégicos.

13/04 – Valor Econômico – Fabricantes estão com 80% das linhas paradas

Fabricantes de implementos rodoviários preveem queda principalmente no segmento de implementos leves, mais voltados às entregas urbanas. No caso dos pesados, queda tende a ser menor pela demanda do agronegócio.

13/04 – Valor Econômico – Porto enfrenta segunda etapa da crise global

Retração na demanda brasileira e oscilação cambial das últimas semanas já afetam importações. Em contrapartida, exportações brasileiras seguem fortes, impulsionada pela safra recorde de grãos e pelo dólar alto.

12/04 – Wall Street Journal – 5G promete revisão radical nas cadeias de suprimentos

O aumento nas volumes de dados e na velocidade da comunicação através do 5G vai permitir um melhor acompanhamento dos produtos e melhorar a previsão da demanda.

12/04 – UOL – Banco Mundial prevê contração do PIB de 4,6% na América Latina em 2020

Previsão da organização é de que o PIB do Brasil cai 5,0% no mesmo período. Fato de pandemia ter surgido na América Latina após afetar os países desenvolvidos pode oferecer oportunidade para ajustar a resposta política local.

12/04 – Forbes – Coronavírus deveria inspirar as empresas a preparar a sua cadeia de suprimentos para o futuro

Segundo pesquisa recente, mais de 30% dos executivos de finanças nos Estados Unidos e no México apontaram problemas com a sua cadeia de suprimentos uma das suas três principais preocupações em relação à pandemia do coronavírus.

09/04 – Valor Econômico – Maior exportação de açúcar desafia logística

Redução da demanda por etanol leva a aumento na produção de açúcar por usinas no Brasil. Ritmo de embarques da commodity nos principais portos de escoamento já é maior que a média e acontece junto com exportação recorde de grãos.

09/04 – Valor Econômico – GLP vê cenário complicado para venda de galpões

Apesar de ressaltar que investimentos são de longo prazo, diretor de Novos Negócios da GLP no Brasil admite que levará mais tempo para cumprir planejamento de reciclar parte do portfólio.

08/04 – RetailWire – As antigas práticas do varejo vão ajudar a limpar a confusão provocada pela covid-19?

Análise levanta questões de como resolver problemas de previsão da demanda em momentos tão incertos e pondera se não seria a hora de trazer de volta velhas práticas do varejo deixadas de lado com o surgimento dos modelos preditivos.

08/04 – Portos e Navios – Armadores de contêineres cancelam partidas para enfrentar coronavirus

Embora a China tenha voltado a movimentar carga após o pico da pandemia do coronavírus, transporte marítimo está sendo afetado pela redução do comércio entre outras regiões, como Europa e Estados Unidos. Taxas de frete estão 20% abaixo dos níveis de equilíbrio.

08/04 – O Globo – ‘E agora, Brasil?’: Novos hábitos vão transformar comércio e serviços

Segundo presidente da Fecomércio/RJ, com a pandemia do coronavírus, a logística virou um ponto vital, o diferencial entre decolar ou se tornar exemplo de péssimo serviço. Segundo ele, 70% das micro e pequenas empresas não têm e-commerce.

08/04 – Valor Econômico – China opera a 75%, mas um retorno total pode demorar

Economista acredita que recuperação chinesa vai depender de EUA e Europa e lembra que epidemia pode lançar pressão nas empresas para maior diversificação da cadeia de suprimentos.

07/04 – MIT Technology Review – Pandemia bagunçou a cadeia de suprimentos global. Blockchain pode ajudar

Registros do blockchain podem oferecer aos compradores uma conexão mais resiliente com os seus fornecedores

07/04 – Globorural – Pandemia reduz transporte de cargas em 40% e já deixa 70% das empresas no vermelho

Estudos de CNT e NTC&Logística mostram cenário de prejuízo e pessimismo para a logística no Brasil

07/04 – Portos e Navios – Exportação de soja para a China não deve ser impactada pela Covid-19, dizem entidades

Coordenador do Movimento Pró-Logística não acredita que chineses deixarão de comprar soja brasileira. Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil garante que comercialização segue a normalidade após preocupação com as condições logísticas

07/04 – Valor Econômico – Investimento em obras após a crise pode somar R$30 bilhões

Programa do governo federal prevê pacote com 70 empreendimentos englobando rodovias, ferrovias, portos e aeroportos

07/04 – CNT – Transporte sofre forte queda de demanda, mantém atividades e ainda evita demissões

Pesquisa da CNT sobre impacto da covid-19 no transporte mostra transportadores pessimistas em relação ao futuro e com sérios problemas de faturamento; acesso a crédito facilitado é a medida mais importante

07/04 – Valor Econômico – Queda na venda de implementos

Em decorrência da pandemia do coronavírus, os fabricantes de implementos rodoviários vêm seus resultados de março com vendas de reboques e semirreboques serem reduzidos, fechando o primeiro trimestre em queda. Por outro lado, houve crescimento no emplacamento de implementos leves.

06/04 – Valor Econômico – Governo edita MP para assegurar operação em portos durante pandemia

Texto traz regras para garantir segurança dos trabalhadores no setor portuário, ampliando as garantias de que as operações não serão afetadas pela pandeia da covid-19.

05/04 – World Economic Forum – 3 iniciativas que executivos de Supply Chain podem implementar para preparar a empresa para a realidade pós covid-19

O mundo mudou com a covid-19, e o primeiro impacto foi a retração da economia e a perda de milhares de empregos. Uma segunda onda está por vir, mas ainda não se sabe o impacto dela. 2008 foi o ano da crise econômica. 2020 é o ano da crise da cadeia de suprimentos.

05/04 – Diário do Litoral – Porto pode reduzir em 30% volume de cargas

Sindicato dos Despachantes afirma que porto de Santos funciona normalmente, com adaptação de órgãos governamentais, agências marítimas e terminais. Para representante, redução no volume se deve à contração da economia mundial.

05/04 – Exame – Como o setor de transporte se adaptou para manter o abastecimento

Empresas de logística, tecnologia e pagamentos tomam ações para aumentar a segurança dos caminhoneiros nas estradas.

03/04 – Forbes – Lições da COVID-19: como proteger a sua cadeia de suprimentos durante a crise

Especialista apresenta sete pontos a serem analisados pelos executivos no momento de avaliar as vulnerabilidades da sua cadeia de suprimentos.

03/04 – Minf – Aplicativo InfraBR disponibiliza novas funcionalidades para apoio ao caminhoneiro e garantia do abastecimento

Profissionais do setor poderão identificar onde estão localizados nas rodovias os serviços essenciais para o exercício de sua profissão.

03/04 – Valor Econômico – COVID-19 vai mudar a globalização e empresas terão de rever suas cadeias

Economista-chefe do Banco Europeu para Reconstrução e o Desenvolvimento acredita que pandemia fará empresas desenvolverem planos alternativos para suprimentos, reduzindo a fragilidade da cadeia.

03/04 – Valor Econômico – Em meio à pandemia, governos já ajustam calendário de concessões

Leilões em áreas que sofrem com a crise provocada pela pandemia do coronavírus estão sendo suspensos. Programação para terminais portuários de carga deverá ser mantida.

03/04 – Valor Econômico – Ministério autoriza renovação da Malha Paulista

Apesar da pandemia, ministério de Infraestrutura consegue seguir adiante com o processo. ANTT deve aprovar aditivo no dia 14, com assinatura prevista para o dia 17 de abril.

02/04 – G1 – Governo de SP vai entregar a caminhoneiros adesivos eletrônicos para pagamento automático de pedágios

Segundo secretário de Logística e Transportes do estado, tags serão oferecidas para diminuir risco de contaminação por coronavírus.

02/04 – Valor Econômico – Transporte de carga aérea

Apesar da interrupção de boa parte do transporte aéreo de passageiros, secretário Nacional de Aviação Civil garante que transporte aéreo de cargas está crescendo brutalmente por conta do crescimento do e-commerce e das cargas do Ministério da Saúde.

02/04 – Valor Econômico – Queda da demanda já é um problema para os caminhoneiros

Empresas paralisadas ou funcionando em ritmo mais lento levam a menos contratação de transporte e também aumentam a dificuldade em encontrar carga retorno.

02/04 – Valor Econômico – Ministra afasta risco de faltar alimentos no país

Segundo ministra, governo trabalha para garantir infraestrutura e condições de trabalho aos caminhoneiros para viabilizar o transporte de insumos e o escoamento da produção.

01/04 – Forbes – Repensando a cadeia de suprimentos do varejo em tempos de crises

Para analista, uma nova de cadeia sustentável de alimentos pode surgir da necessidade de redundância na cadeia, tempos mais rápidos de distribuição e de um novo uso para prédios atualmente abandonados.

01/04 – UOL – Logística de exportação de soja, petróleo e minério de ferro não foi afetada por coronavírus, diz governo

Subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior do Ministério da Economia afirma que não houve confirmação de falta de contêineres para embarque de carga nos portos.

01/04 – São Paulo – Governo de SP cria site com informações sobre as estradas para caminhoneiros

Portal traz mapa com a situação dos postos de abastecimento e dos locais de distribuição de kits no Estado de São Paulo.

01/04 – CEO Magazine – Um novo vírus reforça antigos ensinamentos

Uma das certezas dos negócios é que sempre haverá riscos e crises que os executivos deverão enfrentar. Desenvolvimento de planos de contingência e de redução de riscos nas cadeias de suprimentos são fundamentais para empresas.

01/04 – Folha de S. Paulo – Líder dos caminhoneiros diz que categoria deve parar se governadores não recuarem

Caminhoneiros se queixam de falta de postos e restaurantes na beira de estrada, e acionam Justiça contra Doria.

01/04 – O Globo – Com coronavírus, Ipiranga atrasa cobrança a postos e contrata psicólogos para funcionários

Empresa admite adiamento de investimentos, mas garante que a prioridade é sustentar as operações existentes e os empregos.

01/04 – Valor Econômico – EUA avaliam pacote para infraestrutura de US$ 2 tri

Expectativa do presidente dos Estados Unidos é que pacote contribua para o país sair da crise após a pandemia do coronavírus.

31/03 – Extra – Cofco teve planta de biodiesel em MT afetada por efeitos do coronavírus; logística preocupa

Unidade de produção de biodiesel teve operação interrompida por decisão unilateral do município de Rondonópolis (MT) de interromper todas as atividades industriais na região.

31/03 – Extra – PGR apoia CNT em ação que pretende derrubar normas contra vírus que afetam logística

Confederação Nacional dos Transportes deseja suspender atos unilaterais de municípios e estados que estejam restringindo o transporte intermunicipal e interestadual de cargas.

31/03 – Coronavírus já transformou o processo de Compras na cadeia de moda, diz GlobalData

A tecnologia tem sido importante ao trazer mais comunicação entre os elos da cadeia de suprimentos de moda com a disseminação do coronavírus.

31/03 – Roll Call – Blockchain could transform supply chains, aid in COVID-19 fight

Ferramenta é vista como importante para a troca de informações na cadeia de suprimentos e poderia ser usada para acreditar fornecedores e agilizar processos de contratação das empresas.

31/03 – Valor Econômico – Plataformas digitais em alta no campo 

Para reduzir contatos físicos, embarcadores e caminhoneiros autônomos estão preferindo ferramentas eletrônicas no momento da contratação do frete no agronegócio.

31/03 – NTC & Logística – Impacto do coronavírus no transporte de cargas chega a 26% segundo dados do DECOPE

Embora esteja ainda em seus primeiros dias, pesquisa da NTC ponta para uma esperada redução no transporte de cargas pelo país, com variação entre carga fechada e carga fracionada.

31/03 – Folha de S. Paulo – Indústrias reforçam segurança e mantêm operação na pandemia

Controles de temperatura, aumento de frota para funcionários e voucher para taxi são algumas das iniciativas das empresas para garantir o funcionamento das operações.

30/03 – Valor Econômico – Medidas na Índia afetam farmacêuticas do Brasil

Índia e China são responsáveis, cada uma, por 30% a 35% dos princípios ativos utilizados pelas farmacêuticas brasileiras. Empresas têm, em média, estoque de produtos acabados para 4 ou 5 meses.

30/03 – Jota – Mercado Livre: “estados precisam entender a importância do serviço de entrega”

CEO do Mercado Livre fala das ações da empresa para evitar contaminação dos seus usuários e garantir as entregas, apesar dos problemas que vêm enfrentando por conta das diferentes restrições de circulação impostas por estados e municípios.

29/03 – Exame – Preços do frete de aéreas disparam em meio à pandemia do coronavírus

Aéreas passaram a tratar todas as cargas como emergenciais, impactando nos preços e dificultando o transporte de carga no Brasil.

29/03 – O Globo – Recuperação econômica terá que passar por investimento em saúde, obras e renda mínima, dizem analistas

No receituário básico da recuperação econômica está o investimento em infraestrutura, atividade intensiva em mão de obra e que ainda ajuda reduzir os gargalos econômicos do Brasil.

27/03 – PEGN – Coronavírus: Tecnologia aplicada ao sistema de delivery está mantendo China abastecida

Tecnologia e hábitos de consumo chineses podem servir de exemplo para outros países acelerarem melhorias nas estruturas de e-commerce e entregas.

27/03 – Estado de S. Paulo – Com Bolsonaro, caminhoneiros atacam Dória e ameaçam parar

Governo federal monitora ataques e ainda considera situação pontual. Ameaças surgem com a falta de suporte aos caminhoneiros nas estradas provocada pelo fechamento de restaurantes e outros serviços essenciais.

27/03 – NPR – The coronavirus pandemic may be loosening links in the supply chain

Enquanto tenta driblar o desafio de descobrir o novo normal, indústrias nos Estados Unidos lidam com stress dos funcionários que continuam trabalhando para garantir as entregas. Expectativa é de que o ritmo de compras de bens essenciais se reduza em decorrência do aumento dos estoques nas casas das pessoas.

26/03 – UOL – Pandemia encolhe volumes de comércio em portos globais 

Batalha da Europa e dos Estados Unidos contra a pandemia tem maior impacto em portos e outros centros de comércio internacional afetando a economia global.

26/03 – Valor Econômico – FAO vê riscos de tensões na cadeia global de alimentos

FAO espera problemas na cadeia de suprimentos alimentar para abril e maio devido aos desafios para circulação dos produtos em meio à pandemia. Segundo economista-chefe da entidade, o problema fundamental será na área de logística.

26/03 – Valor Econômico – Com falta de serviços, caminhoneiros pedem apoio

Embora estejam garantindo que a logística não pare no Brasil, caminhoneiros sofrem com a falta de condições mínimas para trafegar. Fechamento de serviços como restaurantes, borracharias, lojas de peças e mecânicas dificultam execução da atividade.

26/03 – Valor Econômico – Setor inicia pressão para suspender cobrança de pedágio durante epidemia

Caminhoneiros alegam que redução no tráfego vai levar a um menor desgaste do pavimento, permitindo redução no pedágio. Ministério da Infraestrutura não dá sinais de suspensão da cobrança do pedágio nas estradas do país.

26/03 – Valor Econômico – DPW não prevê paralisação em portos no Ocidente

Ao contrário do que aconteceu na China, fechamento de portos seria improvável no Ocidente, segundo diretor financeiro da DP World nas Américas. Segundo ele, na China, ainda não havia clareza sobre os efeitos e a forma de transmissão do vírus.

26/03 – O Globo – “Não há necessidade de se sobrestocar”

Presidente da Nestlé afirma que empresa está operando com capacidade total no Brasil para garantir abastecimento, sem rompimento da sua cadeia de suprimentos.

25/03 – Valor Econômico – Pandemia acelera demanda por galpões

Demanda por espaços de armazenagem dá sinais de crescimento, com aumento da procura partindo principalmente dos setores varejista e comércio eletrônico.

25/03 – Folha de S. Paulo – Governadores fecham estradas e vetam ônibus interestaduais

Governo federal transfere para órgãos estaduais a competência para fechamento ou bloqueio de estradas. Reportagem mostra as principais iniciativas de cada estado.

25/03 – Valor Econômico – A produção de alimentos pede passagem

Empresas do agronegócio ainda enfrentam dificuldades para fazer a distribuição da sua produção em decorrência de medidas de restrição de circulação impostas por estados e prefeituras.

24/03 – CNBC – Coca-Cola CEO says supply chain is “cracking around the world” due to coronavirus

Empresa se adapta às novas necessidades do consumidor. Nesse período, houve crescimento na demanda por produtos de tamanhos maiores, para estoque nas residências, com SKUs menores sendo deixados de lado. Houve também forte mudança no canal de vendas. Em algumas regiões, empresa enfrenta dificuldade em conseguir insumos.

24/03 – Forbes – How the coronavirus will shape the food supply chain

Autor analisa como o supply chain está sendo impactado pela pandemia, analisando as dificuldades das empresas de alimentos com o novo cenário, a importância da mão de obra nesse período e os problemas na previsão da demanda.

24/03 – Folha de S. Paulo – Sobrecarregado, mercado suspende delivery

Algumas redes de supermercados em SP precisaram suspender o delivery no primeiro momento para poder atender a alta demanda nas lojas. Redes operam com baixo estoque e sinalizam prazos de entrega de mais de três semanas.

24/03 – Valor Econômico – Varejistas implantam “operação de guerra”

Muitas redes de varejo vêm ampliando os estoques nas lojas, fechadas, para poder atender o comércio eletrônico. Preocupação das redes está em conseguir a liberação dos estoques das lojas em shopping centers que, atualmente, estão fechados e as lojas não podem ser acessadas.

23/03 – O Globo – Tarcísio consegue acordo para liberar circulação de cargas

Ministério da Infraestrutura fecha acordo com governadores para garantir livre circulação de mercadorias pelo país. Preocupação é evitar a crise de desabastecimento que afetou o Brasil durante a greve dos caminhoneiros

23/03 – Valor Econômico – Transporte de cargas sente os primeiros efeitos

Fechamento de lojas começa a afetar o setor de transporte de cargas. Queda na produção em setores não essenciais, como eletrônicos e vestuário, deve acentuar a retração no transporte.

23/03 – Valor Econômico – Setor industrial se desdobra para garantir abastecimento

Setor industrial está preocupado com possíveis quebras na cadeia de suprimentos, enquanto garante a segurança sanitária dos seus funcionários. Executivos chamam a atenção para a importância de segmentos por vezes considerados secundários, como embalagens, manutenção, entre outros, mas que são fundamentais para garantir o abastecimento de itens essenciais à população.

23/03 – Antaq – Antaq esclarece sobre fechamento de portos

A Agência Nacional de Transporte Aquaviários esclarece em nota que portos públicos, privados e demais instalações portuárias, assim as atividades de transporte aquaviário, permanecem em operação. O órgão lembra que apenas o governo federal pode determinar o fechamento dessas instalações ou a interrupção dos serviços.

22/03 – O Globo – Indústria do petróleo pede livre trânsito de caminhões-tanque para garantir abastecimento no país

Preocupadas com possível paralização na produção de itens essenciais em decorrência de quebra na cadeia de suprimentos, as empresas pedem auxílio do governo federal. A indústria do petróleo pede garantia à circulação de caminhões e pessoas para garantir desde a produção até a distribuição de combustíveis no Brasil.

20/03 – Exame – Compras pela internet disparam até 40% com impacto do novo coronavírus

Nos primeiros 15 dias de março, o e-commerce brasileiro já registrou alta média de 40% nas vendas em decorrência do surto de coronavírus no Brasil. A venda de itens de saúde pela internet cresceu 124%, enquanto alimentos e bebidas tiveram alta de 30% e eletrodomésticos, 37%.

20/03 – G1 – “Não vai haver fechamento de aeroportos”, diz ministro da Infraestrutura

Após o governo do estado do Rio de Janeiro anunciar o fechamento de aeroportos e rodovias, o ministério da Infraestrutura afirma que a decisão é de âmbito federal e descarta a medida. Governo vai criar Conselho Nacional de Transporte para discutir as medidas relacionadas ao setor durante a crise e evitar que ações prejudiquem o transporte pelo país.

20/03 – Infomoney – Varejo on-line da China dá sinais de recuperação

A China começa a ver suas atividades voltarem ao normal após o surto de coronavírus no país. Entretanto, a retomada a longo prazo ainda depende de a população chinesa voltar a comprar bens não essenciais.

20/03 – Valor Econômico – GPA se aproxima de limite em venda online

O Grupo Pão de Açúcar aponta que suas lojas estão operando perto da capacidade máxima. Vendas de supermercados e hipermercados dobraram nos últimos 3 dias e o número de pedidos online saiu de 1.000 para 3.500 por dia.

20/03 – Valor Econômico – Setor de plásticos teme abril e pede ajuda ao governo

Corrida aos supermercados manteve a demanda alta no setor de plásticos em março, mas a preocupação é com possível queda nos meses seguintes e problemas na redução do fluxo de transporte devido às restrições de circulação.

20/03 – Valor Econômico – Governo teme retenção de carga nas estradas

O fechamento de fronteiras estaduais preocupa o agronegócio, setor com forte participação nas exportações brasileiras. Com a China retomando a sua economia, a tendência é que o setor intensifique o transporte do Centro-Oeste para os portos, principalmente Santos, e uma possível barreira pode prejudicar o setor.

20/03 – Folha de S. Paulo – Agricultura deve criar corredores estratégicos para agronegócio

Na esteira da preocupação do Agronegócio com o fechamento das fronteiras terrestres interestaduais, o governo federal planeja a criação de corredores estratégicos para garantir o escoamento das cargas para os portos e a circulação de alimentos para a população e insumos para a agroepecuária.

18/03 – The Atlantic – Exclusive: Amazon Confirms First Known Coronavirus Case in an American Warehouse

Nos Estados Unidos, a Amazon tem o seu primeiro caso de COVID-19 confirmado em um centro de distribuição. A Amazon já vem encontrando dificuldade de atender a demanda que vem crescendo, com falta de produtos e não atendimento de prazos de entrega, principalmente os prazos de dois dias do Amazon Prime. Especialistas, como Dale Rogers, parceiro do ILOS de mais de 20 anos, acreditam que, embora a Amazon tenha muitos CDs automatizados, o problema pode se agravar principalmente se os entregadores começarem a adoecer ou se houver necessidade de fechar CDs da empresa.

19/03 – Valor Econômico – Portos mantêm operação e avaliam gargalos

Após ameaça de greve dos funcionários no porto de Santos, os portos brasileiros conseguem manter suas operações funcionando e já avaliam possíveis gargalos. Terminais de contêineres santistas garantem que não houve impacto, mas as empresas se preocupam com futuros problemas caso haja uma possível redução de pessoal nos órgãos fiscalizadores ou impactos no transporte das cargas pelo país, dificultando, ou mesmo impedindo, a sua chegada ou saída dos terminais.

18/03 – O Globo – Governo anuncia pacote de socorro a empresas aéreas

A compreensível queda na movimentação de passageiros vem preocupando as empresas aéreas não apenas do Brasil, mas no mundo. Outros países já anunciaram medidas para evitar o colapso do setor, e o governo brasileiro anunciou nesta quinta-feira um pacote de socorro às empresas aéreas. Importante lembrar que o colapso das empresas não apenas afetaria o transporte de passageiros, mas também o de cargas, pois boa parte da movimentação aérea de cargas é feita usando o porão dos aviões de passageiros.

16/03 – Folha de S. Paulo – Europa e América do Sul fecham fronteiras para tentar conter coronavírus

O fechamento das fronteiras na União Europeia já afeta a logística na região, pois muitos caminhões estão presos em enormes filas nas fronteiras dos países. O impacto no transporte de alimentos, remédios, peças e insumos está prejudicando a produção das empresas, pois muitas operam no sistema “just in time”, com estoques baixos.

Soluções adotadas pelo varejo de moda para enfrentar a pandemia



Como todos sabem, a pandemia provocada pelo Covid-19 teve um enorme reflexo na economia. A intensidade com que cada setor foi penalizado variou bastante de segmento para segmento, contudo. Enquanto supermercados, farmácias e determinados serviços públicos conseguiram reduzir o prejuízo, setores como aviação, turismo e restaurantes foram enormemente afetados por conta do isolamento social adotado para conter a pandemia. Em se tratando do varejo, o setor mais atingido foi o de varejo de moda (vestuário, calçado e tecidos), conforme indica a última pesquisa mensal do comércio divulgada pelo IBGE, referente ao mês de abril (Figura 1). A crise provocada pelo coronavírus diminuiu a renda de muitas famílias, o que impactou no consumo de itens supérfluos, como é o caso de vestuário e calçados. Além disso, a prática do isolamento social freou ainda mais a compra de roupas, já que o convívio social é um dos aspectos que mais estimulam a moda.

varejo de moda - PMC setorial - ILOS Insights

Figura 1: Volume de vendas do comércio varejista e varejista ampliado. Fonte: IBGE – PMC Setorial – abril/2020

Com as lojas físicas fechadas em grande parte das cidades do Brasil e do mundo, muitas marcas viram no varejo virtual a chance de se manterem vivas no mercado. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), até o começo das ações para conter o coronavírus no País (início da segunda quinzena de março) a média era de 10 mil aberturas de lojas virtuais por mês. O número saltou para 50 mil mensais logo após os decretos de isolamento social, ou seja, um aumento médio de 400% no número de lojas que abriram o comércio eletrônico por mês durante o período da quarentena no Brasil. Em pouco mais de 2 meses de quarentena, foram 107 mil novos estabelecimentos criados na internet. Os setores de calçados e moda estão no Top-6 de segmentos com maior aumento do número de vendas online segundo levantamento da ABComm e da Konduto, com crescimento de 99,44% e 18,38% respectivamente.

Neste mesmo movimento, muitos micros e pequenos negócios aderiram ao marketplace de grandes empresas para conseguir faturar durante a crise e venderem os seus estoques. Uma das principais iniciativas neste sentido veio da Magazine Luiza, que lançou o programa Parceiro Magalu ainda em março, no início do período de quarentena, para atrair esses pequenos comerciantes que ficaram sem cliente por conta do fechamento de suas lojas físicas. Segundo informações da empresa, mais de 20 mil lojistas já se cadastraram no marketplace e passaram a vender mercadorias pela plataforma.

Outra empresa que ampliou o seu marketplace no período foi a B2W, responsável pelas operações da Americanas.com, Submarino e Shoptime. A companhia também criou um hotsite de incentivo ao comércio local, ampliou a oferta de crédito, antecipou repasses de vendas e intensificou o apoio de logística e distribuição, além de treinar e capacitar 2,8 mil vendedores.

Considerando as lojas que já possuíam o seu e-commerce antes do Covid-19, muitas relataram uma grande mudança no portfólio de compra dos consumidores. A adoção do isolamento social fez com que muitos profissionais passassem a trabalhar de casa, o que acarretou na substituição dos trajes geralmente usados: ao invés de roupas sociais e sapatos, roupas confortáveis, como moletons, leggings, pijamas, meias e chinelos.

Com o aumento do número de videoconferências sendo realizadas, um outro fenômeno curioso foi observado: como em geral apenas a parte superior do corpo das pessoas aparece na câmera, muitos trabalhadores se arrumam apenas da cintura para cima. Isto acarretou em um aumento do número de compra de blusas, camisas e casacos em comparação a compra de calças e saias, conforme relatou o vice-presidente do Walmart, Dan Bartlett, durante uma entrevista ao Yahoo! Finance. Esta tendência até foi motivo de brincadeira pela marca de moda masculina Suitsupply em suas redes sociais. Através da publicação da foto de um modelo parcialmente vestido, a marca escreveu em seu Instagram: “Trabalhar em casa não significa comprometer o estilo. Mantenha sua aparência profissional – ao menos da cintura para cima” (Figura 2).

varejo de moda - SuitSupply - ILOS Insights

Figura 2: Propaganda da Suitsupply durante o período da quarentena. Fonte: Instagram da Suitsupply

Essas mudanças no padrão de compras do consumidor e a impossibilidade de se prever isso durante os ciclos prévios de planejamento da demanda tiveram um grande impacto no estoque de muitas empresas, como escreveu a gerente do ILOS Beatris Huber em seu post Efeitos da pandemia no estoque de ciclo. Enquanto determinados itens do portfólio das lojas entraram em falta por conta do aumento inesperado da demanda, outros estão com estoques inflados em razão da queda de consumo. Para atacar este último problema, marcas do varejo de moda como GAP, Calvin Klein, Carter’s e Ralph Lauren disseram que pretendem guardar parte dos seus estoques para as próximas temporadas. Se aproveitando do fato de que o fechamento das lojas físicas impediu que os clientes vissem as atuais coleções do catálogo, essas marcas parecem ter optado por carregar por mais tempo os seus estoques para depois poder vender as suas peças com o preço cheio. Esta estratégia, no entanto, demanda um grande investimento financeiro, já que as empresas de varejo de moda precisarão produzir novas coleções sem ter o dinheiro da venda da coleção antiga, uma vez que esta poderá demorar até 1 ano para ser vendida caso a marca espere a mesma estação do ano para disponibilizar os itens, por exemplo. Além disso, o varejo de moda demandará um espaço físico maior em seus centros de distribuição e lojas para acomodar esse estoque adicional, o que pode acarretar num investimento ainda maior.

Para marcas do segmento de fast fashion, esta estratégia de empacotamento do estoque é mais difícil de ser adotada, já que as tendências da moda têm grande influência em suas coleções, o que faz com que as roupas sofram mais os efeitos da obsolescência. Por conta disso, lojas como Zara e H&M promoveram grandes descontos de preço para conseguir diminuir os seus níveis de estoque e reduzir o encalhe de peças para as próximas estações. Se por um lado essa estratégia reduz os prejuízos no curto prazo, por outro essas marcas podem ter dificuldade para fazer a remarcação dos preços no período pós-pandemia e garantir a adesão dos consumidores ao novo patamar de valores dos itens. Há ainda o risco de reduzir o valor da marca percebido pelo cliente, o que pode trazer grandes consequências no longo prazo.

Após o final da quarentena, as marcas também precisarão trabalhar em suas bases de venda para eliminar os efeitos da pandemia em suas séries históricas e poder utilizá-las novamente para fazer a sua previsão de vendas. Para saber mais sobre isso, consulte o post Como realizar ajustes no planejamento da demanda no pós-pandemia publicado pelo consultor do ILOS Henrique Alvarenga.

Frente a tantos desafios inesperados, este momento exige resiliência e inovação do varejo de moda. Conforme for ocorrendo a flexibilização da quarentena e o fluxo de pessoas nas ruas aumentar, as empresas sobreviventes da crise deverão vivenciar uma situação melhor. No entanto, é difícil imaginar que os antigos hábitos de compra se manterão após a humanidade enfrentar um revés de tamanha proporção. Quem conseguir antever e se adaptar mais rápido a este novo “normal” deverá ter vantagem no mercado.

Referências:

O Estado de S. Paulo – Impacto do coronavírus nos setores
IBGE – Pesquisa mensal do comércio – Abr/2020
IstoÉ Dinheiro – Pandemia do coronavírus faz e-commerce explodir no Brasil
Época Negócios – Com pandemia Brasil registra abertura de mais de uma loja virtual por minuto
Mercado e Consumo – E-commerce do Magalu registra crescimento de 73% no primeiro trimestre
Valor Econômico – Magazine Luíza tem resultado novamente excepcional, diz BB Investimentos
Valor Econômico – Marketplace ganha espaço e muda perfil das entregas
CBS News – Coronavirus: social distancing work from home Walmart tops pants sales
Yahoo Finance – Amid coronavírus, Walmart says its seeing increased sales of tops but not bottoms
Wall Street Journal – Sales are going out of style at these retailers
Instagram SuitSupply

Covid-19 abre espaço para robôs autônomos no Last Mile


Desde o começo da pandemia do coronavírus, temos comentado no ILOS Insights sobre o grande impacto do isolamento nos pedidos por delivery. Antes mesmo desta fase, a demanda pelo last mile já crescia, principalmente pela expansão do e-commerce. Após a chegada do COVID-19, os números explodiram, principalmente os pedidos de entrega de supermercados, farmácias e restaurantes. Este fato sobrecarregou a cadeia de suprimentos e as infraestruturas de entrega existentes, impactando negativamente no tempo de entrega e na qualidade do serviço.

Com este sistema pressionado, a tecnologia aparece como uma possível solução. A Thatiana Nomi comentou em um texto no ILOS Insights recentemente sobre o uso de drones para entregas de itens essenciais em comunidades rurais e hospitais. Quando falamos em centro urbanos e entregas de restaurantes, farmácias, supermercados e e-commerces, os olhos dão atenção também aos robôs autônomos.

robôs autônomos - Startship - ILOS Insights

Robô de entregas da Starship aguarda o sinal de pedestres abrir para atravessar uma rua de Fairfax, na Virginia
Fonte: Starship

O desenvolvimento da tecnologia utilizada nestes “pequenos ajudantes” não é novidade. No entanto, a pandemia está aumentando as vantagens da sua implementação, ao mesmo tempo em que encontra um ambiente mais favorável para os seus testes. Com relação ao primeiro ponto, o que eu quero dizer é: a necessidade de isolamento, a exposição dos entregadores à contaminação e a alta demanda de entregas last mile são barreiras que o uso pontual de robôs autônomos pode nos ajudar, por exemplo, fazendo entregas a idosos, a pessoas contaminadas ou a hospitais de campanha. Já sobre o segundo, a situação atual que temos é de cidades com menos movimento, ruas mais vazias, quantidade menor de pedestres. Este é um cenário que permite implementação com maior segurança desta tecnologia, que ainda está em fase de testes.

Em alguns países, a aplicação de veículos autônomos para entregas já apresenta crescimento. No Arizona (EUA), uma pizzaria está utilizando robôs da empresa Starship Technologies para entregar os seus produtos em um raio de 1km da sua base. Já na China, durante os meses de lockdown, 16 comunidades localizadas no oeste do país receberam seus alimentos perecíveis nas costas de um robô desenvolvido pela startup Unity Drive Innovation (UDI). JD.com e Meituan-Dianping são exemplos de e-commerces chineses os quais utilizaram AVs (Autonomous Vehicles) para atender a demanda em zonas isoladas. Na América do Sul, uma empresa que está realizando testes com esta tecnologia é a Rappi, que começou esta iniciativa em parceria com a KiwiBot na segunda quinzena de abril na cidade de Medellín, a segunda maior da Colômbia.

robôs autônomos - Rappi - ILOS Insights

A Rappi tem feito aproximadamente 120 entregas por dia com 15 robôs na área de pilotagem, em Medellín (Colômbia)
Fonte: Rappi

No Brasil, as menções sobre a utilização de robôs em entregas de last mile são raras. Em outubro de 2019, o iFood anunciou uma parceria com a empresa Synkar, e disse que iniciaria em 2020 testes em ambientes controlados na cidade de São Paulo. No entanto, não há atualizações até o momento sobre a implementação deste projeto. Não só aqui, mas em muitos países, a ampla utilização dos robôs esbarra nas regulamentações. Questões trabalhistas, regras de trânsito e normas jurídicas são impactadas ao colocarmos veículos autônomos na rua. Para aumentar a aplicação desta tecnologia, é preciso pedir aos órgãos reguladores concessões especiais, geralmente um processo moroso. Países como o Brasil, que possuem nível de violência elevado e baixo índice de escolaridade, apresentam também outros obstáculos, como a alta probabilidade de roubos destes veículos autônomos. Ainda, é necessário um planejamento urbano que viabilize a sua locomoção, com calçadas uniformes e rampas para sua passagem. Além de todos os pontos citados, deve ser levado em consideração o alto custo de desenvolvimento e implementação desta tecnologia, o que a torna menos acessível.

Um fato é claro: apesar do ambiente favorável para o aumento de testes com robôs autônomos, a nossa realidade ainda está distante da sua ampla implementação. Os benefícios na contenção da disseminação do vírus são visíveis, assim como os impactos positivos de sua utilização no mercado de entregas em um ambiente pós pandemia, pois a demanda por deliveries não deve diminuir ao patamar pré-covid, considerando que os consumidores estão se apegando aos novos hábitos de consumo que o isolamento nos impôs. Certamente, aqueles países que estão aproveitando este momento para colocar esforços nos testes com veículos autônomos sairão desta pandemia alguns passos à frente na automatização das cidades, um futuro que está longe para os brasileiros.

Efeitos da pandemia no estoque de ciclo

O estoque possui 5 funções básicas, que são importantes conhecermos para chegarmos no seu melhor dimensionamento. No post As cinco funções dos estoques eu explico as variáveis que impactam cada uma dessas funções. Na ilustração a seguir, você pode ver um resumo disso:

estoque-de-ciclo---composição---ILOS-Insights Figura 1: Funções dos estoques. Fonte: ILOS

Neste post, eu gostaria de focar na função estoque de ciclo, que é a mais básica das funções e foi muito afetada pela pandemia em alguns setores.

O estoque de ciclo é aquele necessário para suprir a demanda esperada durante o tempo transcorrido entre sucessivos reabastecimentos. O montante desse estoque é altamente dependente dos tamanhos de lotes de produção, embarques de quantidades econômicas, limitações nos espaços de armazenamento, prazos de reposição e a demanda do ciclo.

Em resumo, o estoque de ciclo serve para atender a demanda entre duas reposições de estoque, ou seja, ele pode ser dimensionado com base na previsão de demanda durante cada ciclo de reposição apresentando o comportamento teórico ilustrado no gráfico a seguir:

estoque-de-ciclo---modelo---ILOS-Inisghts Figura 2: Modelo ilustrativo do estoque de ciclo. Fonte: ILOS

Como a COVID-19 afetou muito o comportamento da demanda de vários setores, o estoque de ciclo foi automaticamente afetado também. As previsões de demanda feitas há dois meses não têm mais valor, pois o padrão de consumo da maior parte dos itens mudou completamente. Alguns setores sofreram queda significativa da demanda como moda, combustível, automóvel, hospedagem e passagens aéreas. Outros perceberam um aumento significativo como alimentação, limpeza e higiene. Os gráficos da figura 3 ilustram os efeitos da chegada do novo coronavírus na demanda de alguns segmentos. É fundamental compreender as mudanças mais recentes no comportamento do consumo para ajustar o baseline e refazer as previsões. Para saber mais sobre os impactos da pandemia na previsão de vendas, recomendo assistir a gravação da live Planejamento da Demanda para uma Nova Realidade ou ler o post Como realizar ajustes no planejamento da demanda no pós-pandemia.

estoque-de-ciclo---ilustração---ILOS-Inisghts Figura 3: Ilustração do efeito do novo coronavírus na demanda. Fonte: ILOS

Nos casos em que a demanda apresentou um aumento significativo com a chegada da pandemia, o estoque de ciclo sofreu uma brusca redução, pois o estoque não foi dimensionado inicialmente considerando esse comportamento. Isso gerou uma grande ruptura na disponibilidade de álcool em gel, máscaras e produtos de limpeza, por exemplo. Agora, se o patamar de consumo foi alterado, ou seja, o aumento não foi apenas um impacto inicial momentâneo, o dimensionamento do estoque de ciclo deve acompanhar esse novo patamar, aumentando os níveis de estoque.

Em outros casos, a demanda sofreu o efeito contrário, apresentando queda de consumo. Para que não haja excessos de estoque, desperdícios e custos, é preciso reduzir os estoques e ganhar eficiência.

A necessidade de estoque de ciclo também é afetada pela frequência de reabastecimento. Alguns setores foram impactados com a redução do nível de serviço de seus fornecedores, por uma série de motivos: redução dos quadros de pessoas, dificuldade de importação, parada de máquinas etc. Nesses casos, a necessidade de estoque de ciclo aumentou, pois agora precisa atender a demanda de ciclos mais longos e aqueles que demoraram para perceber isso, sofreram com a ruptura.

Os efeitos da pandemia, tanto no comportamento da demanda quanto no fornecimento, trazem novos desafios para os planejadores de estoque, que precisam ajustar seus parâmetros de dimensionamento do estoque de ciclo para a nova realidade de quarentena no Brasil e no mundo. E esses ajustes deverão ser cada vez mais frequentes, não apenas durante a pandemia, mas também após, quando novos comportamentos de demanda e um novo mercado fornecedor se estabelecerão. As demais funções do estoque como segurança, trânsito, especulação e pulmão também foram e serão muito afetadas, mas por outros efeitos que eu descreverei nos próximos posts.

Referências:

As cinco funções dos estoques

Live Planejamento da Demanda para uma nova realiddade

Como realizar ajustes no planejamento da demanda no pós pandemia

 

A disponibilidade de produtos na indústria de alimentos durante e após a pandemia


No final de maio, contamos com a presença do ex-sócio executivo do ILOS e atual Global Head of Network Design em uma grande empresa de alimentos, Rodrigo Arozo, em Webinar promovido pelo Coppead. Morando agora em Amsterdam, Arozo enfrenta uma das maiores crises mundiais à frente de uma empresa fabricante de alimentos, que sem dúvida tem desafiado o dia a dia de suas operações.

O ponto fundamental ressaltado, que impacta não somente a indústria de alimentos, mas tantas outras classificadas como Bens Essenciais, é o dever e a responsabilidade social que a falta de tais produtos pode gerar. Centrado neste dever fundamental, a operação da empresa teve que lidar com pressões em variadas áreas do negócio, com respostas adequadas e, sobretudo, ágeis.

Em relação à demanda, por exemplo, o setor de alimentos teve um crescimento muito acima do normal, porém este aumento precisa ser compreendido em detalhes. Quando olhamos os canais atendidos pela empresa onde trabalha Rodrigo Arozo, a variação de demanda foi bastante diferente. Em Supermercados Tradicionais, o crescimento foi forte e evidente, enquanto para o canal Food Service que atende, por exemplo, bares e restaurantes, a demanda despencou. Além de canal, é importante analisar também as mudanças no portfólio de produtos. Elas ocorrem não somente por conta desta variação no canal (cada canal tem seu portfólio específico), mas também porque houve uma mudança significativa na forma e características de consumo: as pessoas estão presas em casa, algumas ansiosas e com medo, e precisam preparar sua própria comida, em detrimento a comer na rua. Isso gera incertezas que leva à necessidade por informação comercial rápida, fundamental para processos de planejamento.

As mudanças nas cadeias de suprimentos globais, as alterações nos padrões de consumo e as ondas de contágio diferentes para cada região e país são informações importantes utilizadas pela empresa para construção e análise de cenários, que podem auxiliar na alocação de estoques de MP em M+1, por exemplo, e auxiliam no Risk Management da cadeia. Estes cenários variam dos mais pessimistas (nova onda de contágios, prolongamento do isolamento social) aos mais otimistas (desenvolvimento de vacina em tempo recorde). Com atualizações em tempo real e considerando níveis de serviço, análise de custos e riscos envolvidos, a decisão de cenários é tomada e algum deles é colocado em prática.

disponibilidade de produtos - Planejamento e Risk Management - ILOS Insights

Figura 1 – Planejamento Tático e Risk Management, que utiliza cenários para definir a alocação de recursos. Fontes: ILOS

Para o pós pandemia, Arozo ressaltou alguns pontos como (i) a importância de, mesmo em tempos de pandemia, manter o foco nos processos da empresa para que a retomada seja consistente e a custos controlados e (ii) a maior colaboração entre fornecedores e clientes das empresas. Além disso, dois outros pontos importantes relacionados a serviço chamaram a atenção. O primeiro foi em relação ao e-commerce, tema que Rodrigo vê como uma alavanca de crescimento do negócio, e os enormes impactos nas operações que o crescimento deste canal poderá trazer. E em segundo, a importância da disponibilidade para a prestação de serviço. Não somente pela necessidade de garantir alimento para as pessoas, mas também porque, em tempos de Covid-19, em que há desafio de abastecimento nas cadeias de suprimentos, quando concorrentes entram em stock-out é o melhor momento para a empresa ganhar market-share. Aumentando sua presença em gôndola e reforçando sua marca, a disponibilidade se torna a principal fonte de aumento de brand equity para as empresas, se tornando uma ação de marketing eficaz.

disponibilidade de produtos - confiabilidade - ILOS Insights

Figura 2 – A disponibilidade (contemplada na dimensão de serviço Confiabilidade) é fundamental, não somente para bens essenciais, mas para variados setores no papel de ação de marketing e crescimento de Market-share. Fonte: ILOS

Temas como o impacto do aumento do canal e-commerce, o crescimento do omnichannel e a importância de dimensões de serviço como confiabilidade serão abordados na Live que nós do ILOS preparamos para discutir o Customer Service na Nova Realidade no dia 01/06 (2ª feira) às 10h. Participe e chame os colegas, certamente trataremos de pontos fundamentais em serviços, que impactam diferentes indústria e elos da cadeia de suprimentos.

Referencias:

Webinar “Estratégias de cadeias de bens essenciais – Desafios e Oportunidades”, da série Supply Chain em Tempos de crise, do Coppead

Como realizar ajustes no planejamento da demanda no pós-pandemia


O planejamento da demanda, em tempos de Covid-19, sofreu um impacto gigantesco. Muitas empresas que perceberam variações não esperadas em suas demandas, ora para cima (produtos sanitizantes, alimentos prontos), ora para baixo (passagens aéreas, turismo), tiveram que desligar seus algoritmos e repensar o processo de planejamento, tentando “olhar para o futuro” e esquecer um pouco os dados históricos. Ao fim da quarentena, o processo de planejamento deve retornar ao “novo normal”, e ajustes nos dados históricos serão necessários.

Figura 1 – Durante a pandemia, o planejamento de demanda teve que ser ajustado, visto que os dados passados de vendas não refletem os efeitos durante a pandemia. Após a crise, ajustes precisarão ser feitos nos dados históricos para o retorno do processo normal. Imagem: Jan Vašek por Pixabay

Para lidar com essa mudança sem precedentes no comportamento da demanda, nós do ILOS fizemos uma Live no início de maio para discutir quais ajustes no processo de planejamento da demanda precisariam ser feitos durante e após a pandemia e as tendências prevalentes para o futuro. Um ponto discutido e fundamental é: em que momento devemos considerar o retorno ao processo tradicional de planejamento? E quais ajustes precisam ser feitos nas séries históricas, para podermos retornar ao uso dos algoritmos de previsão?

Para saber em que momento devemos retornar ao processo mensal de planejamento da demanda, sugerimos o cálculo e acompanhamento do coeficiente de variação (CV) diário (ou semanal) das curvas de demanda dos produtos. O coeficiente de variação é a razão entre o desvio padrão médio e a demanda média, de maneira que é um indicador da variabilidade da curva de demanda. Durante a pandemia, o CV aumentou muito, visto que houve grande variabilidade na demanda, portanto é de se esperar que, com o fim da pandemia, este indicador retorno aos valores anteriores. Este, portanto, é um indicativo que o retorno ao processo original pode ser realizado (Figura 2).

ajustes no planejamento da demanda - ILOS Insights

Figura 2 – O cálculo do CV das séries históricas indica o momento de retornar ao uso dos algoritmos de previsão de vendas. Fonte: ILOS

Para o ajuste das séries históricas, é importante entender os componentes das séries de vendas (nível, tendência, ciclo e sazonalidade) e analisar qual será o comportamento futuro da série, de acordo com as expectativas e aferições de mudança no padrão de consumo de determinados produtos, categorias e segmentos. Por exemplo, no caso de papel higiênico, em que houve um aumento momentâneo nas vendas, porém com o padrão de consumo mantido, um ajuste na sazonalidade da série deve ser suficiente. Comparar o índice sazonal do mês em anos anteriores com o fator sazonal de março/20 é uma forma de definir qual o fator multiplicativo deverá ser aplicado nos dados ao longo da crise. Este mesmo procedimento pode ser aplicado para demandas que sofreram quedas abruptas, em que se espera o retorno ao patamar anterior de vendas após a crise do coronavírus.

Já para produtos sanitizantes, também ocorreu um aumento abrupto nas vendas pela necessidade de higienização constante, porém é de se esperar um patamar de vendas superior àquele visto antes da pandemia, pois as pessoas passarão a se preocupar mais com limpeza e higiene. Neste caso, será necessário fazer, além do ajuste da sazonalidade para tratar deste pico de vendas durante a crise, uma correção no nível na série de vendas, pois o padrão de consumo levará a uma maior utilização do produto, de maneira perene (Figura 3).

ajustes no planejamento da demanda - ILOS Insights

Figura 3 – Ajuste de baseline para produtos cuja demanda foi afetada pelo novo coronavírus. Fonte: ILOS

Acompanhar o coeficiente de variação das séries históricas para definir em qual momento devemos retornar ao processo de planejamento tradicional, identificar o comportamento da demanda na nova realidade e realizar os ajustes necessários será fundamental para sair da crise com um processo de planejamento da demanda regularizado. Vale conferir a nossa live para entender quais tendências são esperadas para a demanda no futuro, e como reavaliar o processo de planejamento ao longo da crise.

O uso do blockchain na luta contra a covid-19



Algumas tecnologias utilizadas para conter a disseminação do covid-19, como o blockchain, já foram tema de posts dos consultores Henrique Alvarenga e Thatiana Nomi aqui no ILOS Insights. Ambos apresentaram iniciativas que estão sendo empregadas ao redor do mundo para ajudar a garantir o isolamento e distanciamento social, tais como rastreamento por drone e utilização de wearables. Contudo, um tema polêmico tem sido levantado quando se trata do emprego de tecnologias como estas.

blockchain - ILOS Insights

Figura: O uso do blockchain na luta contra a covid-19. Fonte: Launchpresso em Unsplash

A China, país onde se originaram os primeiros casos de covid-19, hoje tem a situação sob controle e já dá os primeiros passos para retornar gradualmente a normalidade. Para conseguir isso, o governo chinês adotou diversas medidas de controle do fluxo de pessoas utilizando tecnologia, como por exemplo sistemas de reconhecimento facial. E por que não adotar medidas semelhantes no restante do mundo, haja visto a dimensão e criticidade que a doença tomou ao redor do planeta? Medidas como estas esbarram no direito à privacidade, que é um dos pilares das democracias liberais, regime adotado em ampla maioria dos países ocidentais.

Pensando em questões como essa, uma outra tecnologia tem sido aplicada na luta contra a covid-19: o blockchain. Há alguns anos, comentei sobre o uso desta tecnologia como forma de auxiliar a gestão da cadeia de suprimentos. Hoje, a adoção dessa tecnologia já é discutida e utilizada por diversas empresas mundo afora e, mais recentemente, tem sido usada por startups para auxiliar no combate ao coronavírus também.

A Open University do Reino Unido, por exemplo, lançou um protótipo de um app que certifica os resultados dos testes de imunidade à covid-19 usando blockchain e “pods” – um acrônimo para Personal Online Data Stores (armazenamentos de dados pessoais online, em tradução livre). O projeto visa capacitar os profissionais de saúde e outros a produzir um passaporte de imunidade para que possam retornar ao trabalho. Os testes seriam realizados por médicos ou farmacêuticos, e, se a pessoa tivesse anticorpos e provasse a sua identidade, seria emitido um passaporte de imunidade digital. Mas como garantir que uma pessoa não irá adulterar um passaporte de outra pessoa para usar para si? É para isso que o blockchain é usado. Quando o passaporte de imunidade é criado e adicionado ao Pod (uma loja de ‘dados online pessoais’ que não está atrelada e nem é controlada por nenhum aplicativo), uma impressão digital do certificado de imunidade seria armazenada ao sistema e não poderia ser fraudado, uma vez ela seria validada por consenso e teria inúmeras cópias distribuídas em uma rede descentralizada.

No Brasil, a startup Blockforce desenvolveu a plataforma Desviralize, que utiliza o blockchain para monitorar infectados pelo Covid-19. Segundo o próprio site da iniciativa, o Desviralize foi desenvolvido com a proposta de orientar o monitoramento epidemiológico a partir das informações dos próprios cidadãos e em troca oferecer a eles o quadro geral e em tempo real de suas próprias redes de relacionamento. Cada cidadão pode acompanhar no mapa a situação da sua rua, bairro e cidade, a evolução dos sintomas de todos com os quais se relaciona e com redes de relacionamentos de seus contatos diretos. De posse dessa informação atualizada e descentralizada, as autoridades e a própria população seriam capazes de tomar decisões e agir de forma mais assertiva durante a pandemia. A solução tem como premissa a lógica do compartilhamento em rede e a segurança e a autenticidade dos dados é garantida por meio dos registros públicos, imutáveis e anônimos pela utilização de registros via blockchain. Para que a iniciativa Desviralize seja eficiente, é preciso, no entanto, que haja adesão da população, com um número maior de pessoas respondo ao questionário e aumentando a base de informações. Para saber mais detalhadamente como funciona sobre esta iniciativa, veja o vídeo a seguir.

Vídeo: Funcionamento do Desviralize. Fonte: Canal do Tales Gomes

Essas são apenas duas iniciativas desenvolvidas para ajudar a população neste momento de pandemia e que utilizam a tecnologia blockchain para garantir segurança e anonimato das informações.

Apesar do seu enorme potencial, o blockchain ainda tem alguns desafios a serem superados antes de ser adotado em maior escala, como o seu alto custo de implementação, a falta de maturidade da tecnologia, a ineficiência por conta da sua forma de operação, a lentidão em momentos de grande quantidade de usuários na rede e a dificuldade de integração com outros sistemas. Contudo, como toda nova tecnologia, a expectativa é que progressivamente os obstáculos sejam superados e o blockchain faça cada vez mais parte da vida das empresas e pessoas.

Referências:

Startup usa blockchain para monitorar infectados pelo coronavírus

– Nasdaq adopts Corda Enterprise blockchain for digital assets exchange software

– Novo aplicativo para covid-19 combina blockchain e ferramenta de privacidade criada pelo inventor da internet

– Desviralize

– Startup usa blockchain para monitorar infectados pelo coronavírus

– Desviralize, blockchain no controle do avanço do coronavírus

– Disadvantages of blockchain

Boa notícia do agronegócio em meio à pandemia


Os dados divulgados pela Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) com relação à safra brasileira de soja em grãos do primeiro trimestre de 2020 indicam movimentação superior ao mesmo período do ano passado. Esse bom resultado é comemorado pelas empresas do setor que esperam mais um ano com recorde de volume. Uma boa notícia do agronegócio em meio à pandemia da covid-19.

Agronegócio em meio à pandemia - plantação----ILOS-Insights Figura 1: Exportação crescem do agronegócio em meio à pandemia. Imagem de charlesricardo por Pixabay

No primeiro trimestre de 2020, o Brasil exportou cerca de 18,1 milhões de toneladas de grãos de soja. Esse número representa um aumento de 15% em relação ao mesmo período de 2019, quando as exportações foram de 15,8 milhões de toneladas.

Agronegócio em meio à pandemia---tabela-volume-mensal-----ILOS-Insights Figura 2: Exportação de soja em grão. Fonte: Ministério da Economia/ComexStat. Elaboração: ABIOVE – Coordenadoria de Economia e Estatística. Análises ILOS

O aumento de 2,3 milhões de toneladas foi puxado principalmente pela China. Em números absolutos os chineses compraram 1,3 milhões de toneladas a mais no primeiro trimestre de 2020, um incremento de 11% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Por outro lado, a União Europeia teve o maior crescimento em percentual, saindo de 1,4 milhões de toneladas em 2019 para 2,0 milhões de toneladas em 2020 o que corresponde a uma variação de 50%.

Como já havia mencionado em post anterior, a BR-163 contribui para um maior volume exportado pelo Arco Norte. Os portos de Barcarena e Santarém, ambos no Pará, beneficiados pela boa condição da BR-163 aumentaram significativamente seus volumes. O aumento no primeiro trimestre de 2020 em relação ao ano passado em Barcarena foi de 56%, enquanto em Santarém foi de 27%.

Agronegócio-em-meio-à-pandemia---tabela-volume-porto-----ILOS-Insights Figura 3: Exportação da soja em grão no Brasil, por porto. Fonte: Ministério da Economia/ComexStat. Elaboração: ABIOVE – Coordenadoria de Economia e Estatística. Análises ILOS

O porto de Santos continua sendo o principal do país para exportação de soja em grãos e teve aumento de 9%. Já Paranaguá cresceu 7% no período. Entre os portos do eixo sul, o que teve maior crescimento percentual foi Rio Grande, com variação de 138%.

As expectativas são boas, embora o ano de 2020 esteja marcado pela retração da economia mundial devido ao COVID19. Especialistas acreditam que o setor do agronegócio será um dos que passará pela crise sem maiores impactos.

Coronavírus e a gestão de fornecedores – parte 2


Passado o impacto das primeiras semanas da pandemia causada pelo novo coronavírus, constata-se a preocupação de muitas empresas que:

1. São dependentes de produtos, peças ou insumos da China;
2. São extremamente dependentes de um único fornecedor, independentemente da sua localização;
3. Têm num único local (cidade/região/país) grande parte de seus fornecedores ou produção.

No primeiro post que fiz sobre o tema (“Coronavírus e a gestão de fornecedores”), mencionei que uma boa estratégia de compras e suprimento tem entre outras etapas a classificação dos produtos e insumos de acordo com o “Valor Comprado” e o “Risco de Fornecimento”.

A dimensão do “Valor comprado” na maioria das vezes era mais importante que o “Risco ao fornecimento”. Isso acontecia porque durante muito tempo a decisão de concentrar a compra de insumos ou a produção global em poucos fornecedores ao redor do planeta fazia sentido frente ao ganho financeiro. Ter custos mais competitivos era o principal fator na tomada de decisão, embora outros pontos como, a qualidade do produto e a confiabilidade do fornecedor também entrassem na matriz de decisão.

gestão de fornecedores - ILOS Insights Figura 1: Empresas mais desenvolvidas em sua gestão consideram a “exposição ao risco” na hora de avaliar seus fornecedores. Fonte: Michael Shannon em Unsplash

Empresas com uma estratégia de compras mais desenvolvida e sofisticada, já incluem a “exposição ao risco” como dimensão na avaliação dos seus fornecedores. E esse tópico engloba desde a análise de probabilidade de desastres naturais ou guerras até restrições comerciais entre países. A Apple foi uma das empresas que atenta ao risco de possível guerra comercial entre a China e EUA, pretende transferir parte de sua produção para fora do território chinês.

Não acredito que pós-COVID 19 a globalização irá acabar ou reduzir a níveis muito baixos. Não parece razoável que os países tragam de volta boa parte das linhas de produção que foram terceirizadas nas últimas duas décadas. Também não acredito que o fator preço perderá a importância na hora de selecionar o fornecedor, mas outros parâmetros ganharão relevância.

Perguntas como, “Qual o risco de um determinado fornecedor?”, “Quais são os fornecedores dos meus fornecedores?”, “A empresa deve concentrar as compras em apenas um único fornecedor? Ou apenas em uma região?”, “Com que rapidez um fornecedor pode ampliar ou diminuir a capacidade de produção?” entre outras, passarão a fazer parte da estratégia de compras e suprimentos de muitas companhias.

Essas perguntas corroboram com a opinião de alguns especialistas, que já apostam que os executivos da cadeia de suprimentos deverão considerar os 3Rs no seu planejamento estratégico: resiliência, capacidade de resposta e reconfigurabilidade (resilience, responsiveness and reconfigurability).

Não está claro ainda como as cadeias globais se estruturarão no mundo pós-COVID-19, entretanto é fácil supor que essas novas dimensões de avaliação dos fornecedores passarão a fazer parte do dia a dia dos profissionais de compras. Por outro lado, com a pandemia, ficou constatada a importância da diversificação da cadeia de suprimentos, das avaliações de risco e da necessidade de ter um plano de contingência pronto para ser usado imediatamente de forma a minimizar os danos causados por eventos inesperados.

Finalizo com a mesma pergunta: a sua empresa está preparada? O ILOS oferece treinamentos sobre “Gestão Estratégica de Suprimentos” e “Processos de Suprimentos”.

Planejamento da demanda colaborativo em época de coronavírus

“As fabricantes de papel higiênico devem estar felizes”, diz um amigo meu. “A procura por notebooks deve ter aumentado muito com o número de empresas adotando home office”, diz a minha mãe. Já o meu pai está preocupado com os impactos nas redes de telefonia e internet, que estão sobrecarregadas. Um fato é indiscutível, a pandemia do coronavírus alterou a demanda de tudo o que é comercializado, em alguns casos para mais, em outros para menos. E como é que as empresas estão fazendo para adequar os seus números e alinhar a produção e a distribuição aos novos hábitos de consumo da população?

Planejamento da demanda coronavírus - ILOS Insights

Planejar é importante em momentos de crise
Fonte: Campaign Creators no Unsplash

Neste momento é, mais do que nunca, extremamente importante que as empresas dos ramos alimentício, farmacêutico, limpeza e tecnologia trabalhem para que não haja falta de seus produtos. Da mesma forma, é valioso para outras indústrias, como vestuário, automobilístico e móveis, compreender quais serão os impactos nas suas vendas. No entanto, os modelos preditivos não conseguem colaborar para entregar números precisos, pois os padrões de demanda mudaram de forma abrupta, tornando praticamente impossível trabalhar com baixa margem de erro.

Em um post que escrevi no ano passado, falei sobre três formas de elevar a acuracidade das previsões: o uso de melhores técnicas, a adoção de tecnologias mais avançadas e a integração entre os elos da cadeia. Neste momento, em que a reação para os efeitos da pandemia tem que ser em velocidade extremamente rápida, os dois primeiros possuem menor aplicabilidade. O que quero dizer é que, no curto prazo, a melhor solução para entender as variações na demanda dos seus produtos é a transparência entre os players da sua cadeia logística.

O planejamento colaborativo trabalhado da maneira mais profunda permite que todas as camadas tenham visibilidade do que está acontecendo em todos os elos, tornando a cadeia mais proativa, essencial para trabalhar numa situação de crise como a ocasionada pelo coronavírus. Imagine o quanto favorece um fornecedor primário saber de forma concreta a demanda final pelos produtos, podendo assim ter dados mais concisos para decidir se irá investir no aumento de sua produção ou se irá reduzir os turnos de sua fábrica. Da mesma forma, é importante para os elos na ponta da cadeia ter conhecimento da capacidade produtiva de seus fornecedores, podendo desta maneira compreender se ele é capaz de atender as novas demandas e não ser pego de surpresa por um atraso na reposição.

A visibilidade não é o único benefício de aprofundar a colaboração na cadeia logística. Agora, em que as demandas estão variando de forma consideravelmente imprevisíveis, é importante alinhar com os outros elos as estratégias de reação. É preciso estabelecer conjuntamente formas de enfrentar a falta de matéria-prima, o fechamento de pontos de venda, o aumento ou a queda da demanda. Todos os cenários precisam ser considerados e, quanto mais orquestrada estiver a cadeia, mais rápida e efetiva será a ação para qualquer mudança que o mercado venha a sofrer.

A contaminação do coronavírus pelo mundo, especialmente pelo Brasil, segue de forma imprevista. Da mesma maneira, são seus impactos na economia e no consumo, que mudam de semana a semana – é o caso da esquisita grande demanda por papel higiênico na chegada da pandemia a cada país, que tende a diminuir à medida que as pessoas vão se conscientizando das suas reais necessidades em isolamento. O planejamento colaborativo, por meio da comunicação e do alinhamento das ações, permite que as indústrias estejam preparadas para atender às mudanças, tornando as cadeias mais fluídas e, principalmente, diminuindo os casos de falta, assim como os de excesso. Além disso, melhora a gestão de estoques, corta custos e aumenta o nível do serviço oferecido aos clientes.

Pessoalmente, eu vejo este momento que estamos vivendo como uma oportunidade para as empresas verem na prática as reais vantagens deste modelo e entendo que o aumento na adoção desta forma de gerenciamento da cadeia é uma das possíveis consequências positivas da pandemia. Trata-se de uma questão de sobrevivência e a minha aposta é de que as cadeias cujos objetivos, motivações e limitações são compartilhados, apresentarão uma maior capacidade de enfrentar os desafios que já estamos presenciando, assim como próximos que ainda virão.

Fontes:

Coronavirus and the antifragile supply chain
SpendMatters – Afternoon Coffee: Coronavirus, China and supply chain delays, Tesla batteries…
Three strategies to help your supply chain survive coronavirus