Robô vai entregar as compras na sua casa

No ano passado, falamos aqui de um robozinho elétrico criado por uma startup da Estônia para pequenas entregas nas grandes cidades. Desenvolvido para percorrer as calçadas das cidades a uma velocidade média de 4km/h, o dobro da velocidade de uma pessoa caminhando, ele já passou por nove meses de testes em pequenas cidades de 12 países europeus e, a partir de julho, entra em uma nova fase, participando de entregas reais no Reino Unido, na Alemanha e na Suíça.

Nesta última fase de testes, serão utilizadas dezenas desses robôs elétricos que farão entregas para empresas como a britânica Just Eat (de entregas de comida), a varejista Metro, da Alemanha, e a Hermes em 5 cidades, dentre elas Londres, Düsseldorf e Berna. A expectativa é de que os últimos testes durem entre 6 e 8 meses, e em 2017, o robô entre em definitivo no mercado.

Vídeo 1 – Assista à entrevista de um dos fundadores ao site Techcrunch

Fonte: Techcrunch

A ideia do novo robô é automatizar as pequenas entregas que acontecem no dia a dia, como refeições, remédios e pequenos pacotes. O usuário vai fazer a compra pela internet e poderá acompanhar a entrega através de um aplicativo, que também servirá como “chave” para abrir o robô. Do outro lado, o lojista só vai precisar carregar o robô com até 18kg em produtos e enviá-lo para o cliente em um raio de 5km.

Além de facilitar essas pequenas entregas diárias, o novo robô também vai facilitar as trocas de produtos. O cliente vai poder comprar um sapato ou uma camisa, testá-lo em casa e, se precisar trocar, deverá apenas colocar o produto de volta no robô, que fará o retorno da mercadoria praticamente sem custo.

robô - post blog - ILOS

Mas e a segurança das entregas? Bom, esse é um problema de toda grande cidade, mas a equipe da Starship Technologies, criadora do robô, garante não estar preocupada. O robô é equipado com seis câmeras e está sempre conectado à internet, sendo monitorado por um operador humano em centros de controles. Além disso, ele também vem equipado com microfones e caixas de som, para permitir a interação com humanos e, em situações inusitadas, pedir para uma criança não sentar nele.

Referências:

<https://techcrunch.com/2016/07/06/self-driving-delivery-bots-europe/>

<https://www.starship.xyz/>