O preço do diesel e o transporte rodoviário de carga


A escalada do preço do barril de petróleo tem trazido grandes impactos em praticamente todas as cadeias de suprimento. O diesel, derivado do petróleo, é o principal combustível utilizado na atividade de transporte de cargas, e seu preço no Brasil tem paridade com o preço do mercado internacional. Assim, as variações nas cotações internacionais do barril de petróleo afetam diretamente o Brasil, mesmo com o país produzindo cerca de 75% do diesel consumido por aqui.

O diesel que utilizamos no país em sua maioria (77%) é destinado ao segmento de transporte rodoviário, sendo os caminhões de carga os maiores usuários do combustível.

consumo de diesel no Brasil - transporte de cargas - ILOS Insights

Figura 1: Consumo de diesel no Brasil. Fonte: : EPE – Empresa de Pesquisa Energética (dados de 2021); Análises: ILOS.

Quanto mais distante é a rota rodoviária a ser percorrida, mais representativo fica o custo do diesel na movimentação. Em uma rota de mil quilômetros, por exemplo, como de Campo Grande (MS) a Santos (SP), ou de São Paulo a Brasília (DF), o combustível equivale a cerca de 50% dos custos (fixo e variáveis) incorridos na rota, sendo os outros custos relativos ao motorista, pneus, lubrificantes, entre outros.

Assim, aumentos sucessivos no preço do diesel causam impacto direto e muito significativo no custo do transporte de cargas e, por consequência, no custo de todas as cadeias produtivas que necessitam movimentar produtos.

Em maio de 2022, o diesel custava em média na revenda brasileira R$ 7 / litro. A título de comparação, em maio de 2020, durante o período de pandemia, quando a demanda se reduziu bastante e não havia guerra entre Rússia e Ucrânia, o custo por litro de diesel era de apenas R$ 3 / litro.

Preço do diesel na revenda - transporte de cargas - ILOS Insights Figura 2: Preço do diesel na revenda. Fonte: ANP (consulta m 26/05/2022); Análises: ILOS.

É um desafio mundial lidar com tantas incertezas de abastecimento e custos tão altos de combustíveis e de insumos. No Brasil e no mundo a inflação generalizada corrói negócios e derruba o poder de compra das pessoas.

Que as instabilidades possam se apaziguar em um futuro breve!

Referências:

EPE – Empresa de Pesquisa Energética (dados de 2021)

CNN Brasil – Por que a Petrobras quase não tem concorrentes na produção de combustível