Navios cargueiros do futuro

A Rolls Royce tem planos para lançar navios cargueiros autônomos, guiados por controle remoto, sem a presença de humanos a bordo. O primeiro protótipo está previsto para estar pronto até 2020. Muitos já consideram que essas embarcações serão os novos drones dos mares.

navio cargueiro autônomo

Figura 1 – Imagem do protótipo da Rolls Royce

Fonte: Divulgação Rolls Royce

Mas além de desenvolver a tecnologia que permita a construção de navios autônomos, ainda seriam necessárias muitas mudanças, em diferentes esferas, para viabilizar o uso dessas embarcações em larga escala, tais como: legislação, capacitação e treinamento das pessoas envolvidas, políticas públicas nacionais e internacionais, sistemas de segurança, entre outras.

Entre as vantagens para o transporte marítimo apontadas no ambicioso projeto da Rolls Royce está a redução dos custos com tripulação e aumento do espaço para a carga. Entretanto, um dos pontos de atenção apontados é que os navios não-tripulados ficariam mais expostos a pirataria e, mais do que isso, se a segurança virtual não for adequada, os navios poderiam ser controlados por hackers, que conseguiriam desviar a embarcação de sua rota.

navio cargueiro autônomo

Figura 2 – Imagem do protótipo da Rolls Royce

Fonte: Divulgação Rolls Royce

Algumas das principais conclusões apontadas pelo estudo desenvolvido pela Rolls Royce a respeito dos navios autônomos foram:

  • Provavelmente os navios não serão totalmente autônomos. Espera-se que as soluções no futuro sejam híbridas.
  • A tecnologia para desenvolvimento dos navios autônomos já existe, o desafio será torná-los confiáveis e eficientes em custos.
  • Existe potencial para redução de erros humanos com os navios autônomos, entretanto, novos riscos poderão surgir.
  • As mudanças de legislação dependerão de vontade política. Essas mudanças afetariam regras de todo o mercado internacional.
  • Os navios autônomos tem o potencial de redefinir toda a indústria marítima e o papel de todos os players envolvidos, como as empresas de navegação, os fabricantes de navios, estaleiros, empresas provedoras de tecnologia e equipamentos.

Para os que tiverem interesse em analisar mais profundamente as mudanças, pontos positivos e pontos de atenção dos navios autônomos pode acessar o White Paper elaborado pela Rolls Royce: “Remote and Autonomous Ships – The Next Steps”.

O vídeo a seguir mostra uma visão futurista de como seria o controle dos navios sem tripulação:

Que venha o futuro!

Links relacionados:

https://www.flickr.com/photos/rolls-royceplc/sets/72157647334399764
http://www.rolls-royce.com/media/press-releases/yr-2016/pr-2016-03-22-rr-reveals-future-shore-control-centre.aspx

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] blog, já comentamos sobre o desenvolvimento de navios autônomos e o uso de caminhões autônomos por mineradoras, ilustrando algumas das inúmeras iniciativas que […]

Os comentários estão fechados.