Logística brasileira má colocada em ranking entre países emergentes



Em 2016, escrevi um post neste mesmo espaço comentando sobre a colocação do Brasil no Agility Emerging Markets Logistics Index (AEMLI), ranking que classifica os mercados de logística mais promissores entre os principais países emergentes do mundo. Na época, o país ocupava a 6ª posição e a má governança havia sido apontada na pesquisa como o principal fator que impedia o crescimento do Brasil. Passados 5 anos, os problemas não foram solucionados e a descrença sobre o país aumentou entre os executivos estrangeiros.

No ranking publicado em 2021, o Brasil ocupa a modesta 16ª posição entre os 50 países participantes da análise. A melhor colocação do País foi um segundo lugar em 2014, ficando atrás apenas da China. Desde então, o país vem caindo consistentemente de posição.

logística brasileira - Brasil no ranking AEMLI - ILOS Insights

Figura 1: Histórico de colocação do Brasil no Agility Emerging Markets Logistics Index (AEMLI)
Fonte: Agility. Adaptação: ILOS

 

A partir de 2019 a metodologia da pesquisa foi aprimorada e hoje leva em conta 3 dimensões principais:
logística brasileira - metodologia agility - ILOS Insights

Figura 2: Dimensões de análise no Agility Emerging Markets Logistics Index (AEMLI) 2021
Fonte: Agility. Adaptação: ILOS

 

Em 2021, o Brasil se manteve na 16ª colocação obtida em 2020, mas teve sua pontuação reduzida de 5,24 para 5,21. O País ficou atrás de várias nações asiáticas no ranking, perdendo também para dois países da América Latina: México e Chile.

logística brasileira - ranking agility - ILOS Insights

Figura 3: 20 primeiros colocados no Agility Emerging Markets Logistics Index (AEMLI) 2021
Fonte: Agility. Adaptação: ILOS

Enquanto nas dimensões de “Oportunidades de logística doméstica” e “Oportunidades de logística internacional” o Brasil obteve a 8ª e 9ª posições respectivamente, o País foi apenas o 36º colocado na dimensão de “Fundamentos de negócios”, puxando-o para baixo no ranking geral.

Mesmo vivendo um momento conturbado e de incertezas, os executivos estrangeiros apontaram o Brasil como o 4º com maior potencial entre os países emergentes:

logística brasileira - ranking potenciais agility - ILOS Insights

Figura 4: Países emergentes com maior e menor potencial segundo o Agility Emerging Markets Logistics Index (AEMLI) 2021

Com oferta abundante de recursos naturais, geografia favorável e uma enorme população, o Brasil sempre foi identificado como um país de enorme potencial e muitos vezes conhecido como o “país do futuro”. Se em 2011 o PIB brasileiro ocupou a 6ª posição no ranking mundial e chegou a aspirar o 5º lugar, em 2021 a expectativa é que o Brasil fique apenas na 13ª colocação. Corrupção, mau planejamento e decisões governamentais equivocadas levaram o país a uma grave crise financeira e afastaram os investimentos estrangeiros do país. Somado ao caos político, hoje o país vive também uma crise sanitária em decorrência da Covid-19, trazendo pessimismo e descredibilidade. Contudo, o potencial para crescer existe, e com mudanças, planejamento e investimento, ainda é possível acreditar que um dia o Brasil possa se tornar o “país do presente”.

Referências:

– Agility – Emerging Markets Logistics Index

– ILOS – A logística brasileira aos olhos do mundo