Monica Barros - ILOS

Carreira x Experiência Internacional

Anualmente o ILOS faz um levantamento junto aos executivos de logística, um dado interessante do levantamento deste ano foi com relação a experiência internacional dos executivos de logística. Cerca de 15% dos profissionais pesquisados afirmaram já ter passado algum tempo fora do país. Quando analisamos esse dado por nível hierárquico constata-se que para cargos mais altos ter experiência internacional pode ser um diferencial. Entre os diretores, 38% já trabalharam ou estudaram no exterior, e entre os gerentes 14%. Argentina, Estados Unidos e países da Europa são os principais destinos dos brasileiros.

experiencia-internacional_cargos_ilos

Figura 1 – Experiência internacional entre cargos

Fonte: ILOS – Pesquisa do Perfil do Profissional de Logística 2016

 

Como era de se esperar também existe uma relação direta de quanto mais experiente é o profissional maior a proporção de executivos com experiência internacional. Entre os executivos de 26 a 45 anos 10% tem experiência internacional, já os que tem entre 46 e 55 anos 20% já morou fora por um tempo.

experiencia-internacional_idade_ilos

Figura 1 – Experiência internacional entre faixas etárias

Fonte: ILOS – Pesquisa do Perfil do Profissional de Logística 2016

 

Durante o Fórum Internacional de Supply Chain realizado agora em outubro no Rio de Janeiro, teve um palestrante de um dos cases apresentado que numa semana de imersão fazendo visitas técnicas no exterior teve uma ideia de como melhorar a motivação de sua equipe. Ao visitar uma empresa nos EUA, numa das missões técnicas do ILOS, ele conheceu uma nova prática de motivação e recompensa da equipe através da gameficação. Quando ele voltou implementou a ideia depois de três meses com algumas mudanças na sua empresa e conseguiu atingir o resultado desejado ao final do projeto.

Esse pequeno exemplo nos mostra que as vezes em um tempo curto, no caso uma semana, é o suficiente para termos novas ideias.

Essa relação (nível hierárquico e experiência internacional) nos faz refletir sobre o quanto os profissionais de logística deveriam investir em ter experiências internacionais. Será que quem tem experiência internacional tem mais chance de crescer na carreira? Ou ao crescer na carreira o profissional tem mais oportunidades de conseguir ter experiência internacional?

Não existe uma resposta certa, o que sabemos com certeza neste caso é a ordem dos fatores não altera o produto. Ou seja, se possível tenha uma experiência internacional!