Alex Feijolo Gefco Expo Logística 2014

Bate-papo de negócios da Expo.Logística 2014: GEFCO

A Expo.Logística 2014, feira de negócios que acontece simultaneamente ao XX Fórum Internacional Supply Chain, reúne, entre outros players, a GEFCO Brasil, operadora logística global que recentemente expandiu sua atuação na América Latina para prestação de serviços de transporte Inbound e Outbound.

Em passagem pela Expo.Logística 2014, Alex Feijolo, Diretor Comercial e de Marketing da empresa, falou sobre o crescimento da organização no País, os gargalos da infraestrutura logística e o aumento da competitividade nas operações da empresa com base em tecnologia da informação na cadeia logística.

Por que a GEFCO escolheu o Brasil como mercado para expansão?

A GEFCO veio da indústria automotiva, a empresa é operadora logística PSA no mundo inteiro.  E o Brasil é um mercado em crescimento no setor automotivo, mesmo em um cenário de desaceleração dos 2 últimos anos. O know-how que hoje possuímos do Brasil e a expertise que temos mundialmente permite que tenhamos uma posição privilegiada para desenvolver dentro do país.”

Como a organização tem encarado as adversidades do cenário macroeconômico?

“Crise e desenvolvimento são oportunidades. Quando acontece uma crise no mercado, nossos clientes estão buscando soluções. As áreas de Engenharia e Inteligência da GEFCO são áreas estratégicas e provedoras de soluções para nossos clientes. Por isso, conseguimos crescer acima da média neste ano, que tem sido difícil para a indústria de forma geral.”

Como a GEFCO trata a questão de tecnologia de informação? É uma área estratégica para a empresa?

“Informação é indissociável de logística. Se você tem um bom serviço, se faz uma entrega do produto no tempo adequado, mas não dá informação para o cliente, é a mesma coisa de não ter feito. Por exemplo, nós atuamos muito fortemente com abastecimento de fábricas, e os nossos clientes tomam decisões baseadas na informação, nem sempre é o produto. Quando dizemos ao cliente ‘o seu produto está na sua fábrica’, ele decide produzir naquela linha ou não produzir, ou seja, informação é indissociável. E isso melhora o nosso nível de serviço. Vamos investir nisso no Brasil e no mundo, porque, além de boas pessoas, você precisa de ferramentas, e isso está no uso da tecnologia.”

Em que sentido a informação pode acarretar em uma redução de custo operacional?

Recentemente a GEFCO ganhou um contrato em que o cliente tinha uma operação já estabelecida. Cada planta tomava suas próprias decisões e contratava seus fornecedores de transporte independentemente. Tivemos a oportunidade de fazer um projeto único utilizando ferramentas de roteirização e entregamos uma solução melhor, que prevê a utilização de menos veículos com maior frequência de entregas e menor custo. Usamos a tecnologia para trazer esta solução para o cliente”, conclui.

 

Investimento em tecnologia, em diferenciação e inovação em serviços que agreguem valor e possam reduzir custos dos clientes e melhorar a visibilidade destes na cadeia estão entre as propostas da GEFCO. Presente em 150 países, a organização é um dos 10 maiores operadores logísticos europeus e referência em logística industrial. Saiba mais: http://br.gefco.net/