Julia Bezerra - ILOS

A importância de uma logística sustentável durante e após a pandemia


Neste post vamos falar sobre como a pandemia trouxe à tona questões importantes a respeito da sustentabilidade empresarial, como os consumidores ficaram mais exigentes a respeito das medidas socioambientais implantadas pelas empresas, e como a logística pode contribuir para um impacto socioambiental positivo.
A sustentabilidade empresarial vem sendo apontada como um dos focos das empresas no cenário pós-pandemico. Não é à toa, que 85% dos brasileiros opinam que a proteção do meio ambiente deve ser uma prioridade do governo no plano de recuperação do país após a pandemia, e que o banco dos Brics anunciou um financiamento de US$1 bilhão ao governo brasileiro para auxílio a programas sociais de combate ao COVID-19.

Antes da pandemia chegar ao país, a sustentabilidade era vista como uma das tendências para 2020. Um estudo publicado pela IBM em janeiro já indicava que os consumidores estavam dispostos a pagar 35% mais por produtos sustentáveis e transparentes. Porém, com a chegada da crise do COVID-19, os investimentos em sustentabilidade foram deixados de lado.

A crise do coronavírus deu luz a vários problemas socioambientais que podem ser observados ao redor do mundo. Os diferentes níveis de dificuldade no enfrentamento do vírus estão diretamente ligados às alarmantes desigualdades sociais. Por outro lado, durante o isolamento social praticado por grande parte das empresas, e a consequente diminuição do número de veículos nas ruas, foi possível observar um maior equilíbrio dos ecossistemas naturais. Ambos os exemplos deixam claro que a maneira como estamos atuando, em tempos normais, é insustentável.

Outra consequência da crise do coronavírus foi o aumento da quantidade de lixo domiciliar e hospitalar gerado no país. Segundo a Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), as medidas de isolamento social devem representar um aumento de 15% a 25% na produção de resíduos sólidos (lixo orgânico e reciclável) nas residências, enquanto que para o lixo hospitalar estimasse um crescimento de 10 a 20 vezes. O aumento do lixo domiciliar é influenciado em parte pelo aumento das compras online e, consequentemente, pelo aumento do número de embalagens que vem com esses produtos. Além disso, a coleta seletiva, que é um dos principais métodos de evitar que o lixo gerado tenha piores consequências para o meio ambiente, teve seus serviços paralisados durante a pandemia em várias cidades por conta do risco de contaminação dos funcionários pelo COVID-19 ao manusear o lixo.

Tendo esse cenário em vista é de extrema importância que as empresas busquem utilizar a menor quantidade de embalagens possível para seus produtos e busquem fazer uso de materiais recicláveis para suas embalagens.

Para o momento pós-pandêmico, vai ser importante que as companhias invistam em logística reversa para diminuir os impactos ambientais causados por seus produtos e suas embalagens. A implementação da logística reversa já é obrigatória para uma série de fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes, como os dos setores de agrotóxicos e de produtos eletroeletrônicos, porém é importante que inclusive as empresas que não são obrigadas por lei a praticá-la, também invistam nessa prática.

logística-sustentável---importância---ILOS-Insights

Figura: A importância da logística reversa no cenário pós-pandêmico. Fonte: eSales

A logística reversa é uma solução para a redução da poluição, estimulo à reciclagem, redução da exploração de matéria-prima virgem (já que os produtos recolhidos podem muitas vezes ser reutilizados como matéria-prima por suas próprias cadeias ou por outra cadeia), diminuição da emissão de CO2, etc. Além de todos esses impactos ambientais positivos que essa prática promove, a logística reversa também traz vantagens sociais, já que ao ser implementada por sistemas que trabalham com cooperativas, contribui para a profissionalização, aumento de renda e promove melhores condições de vida para catadores de materiais recicláveis. Por último, além das vantagens ambientais e sociais, essa prática também contribui para melhorar a imagem da empresa frente ao mercado, representando um diferencial competitivo e, consequentemente, atraindo consumidores cada vez mais preocupados com questões socioambientais.

Existem diversas outras práticas que podem fazer com que a logística da sua empresa seja mais sustentável, como a otimização da roteirização do transporte de carga, utilização de energia solar para os armazéns, contratação de mão de obra local, modernização da frota, etc. Muitas dessas medidas além de sustentáveis, também promovem a redução de custos logísticos no curto ou longo prazo, ou seja, além de representar uma vantagem competitiva, também contribuem para um aumento na margem de lucro da empresa.

O mundo está mudando, e os clientes estão cada vez mais engajados com relação à proteção do meio-ambiente e à diminuição das desigualdades sociais e eles esperam o mesmo engajamento das empresas das quais eles consomem. Portanto, é de extrema importância que a sua empresa comece a investir em práticas mais sustentáveis para provocar um impacto positivo no mundo e também para não perder relevância no mercado. Não fique de fora dessa mudança!

Referências:

– Estadão – Banco do Brics elege a sustentabilidade como foco dos investimentos no pós-pandemia
– Folha de São Paulo – Coronavírus desafia sustentabilidade com maior acúmulo de lixo caseiro e hospitalar
– IBM – Estudo IBM: Consumidores pagarão em média 35% a mais por produtos sustentáveis e de procedência transparente em 2020
– Ipsos – Para 85% dos brasileiros, proteção do meio ambiente deve ser prioridade na retomada pós-pandemia
– POLEN – Sustentabilidade empresarial: a grande tendência pós-COVID