Redução da frota com a calendarização da operação de distribuição fracionada

Em meu post anterior comentei sobre o rastreamento e monitoramento de veículos como formas de aumento de produtividade da frota, para consequente redução de custo. Outra possibilidade de ganho é com um bom processo de programação da frota, que deve ser integrado ao monitoramento.

A programação da frota deve ser, claro, amparada por um software de otimização, que associa pedidos aos veículos disponíveis. No software de otimização, os clientes são agrupados por áreas, que podem ser bairros, zonas, municípios, microrregiões e assim por diante. O nível de agrupamento tem relação com o volume de demanda, localização dos clientes e distância entre eles. Neste conceito de agrupamento, fazemos o link com o post de hoje.

Os pedidos podem ser programados diariamente com a priorização dos pedidos mais antigos. Porém, para cargas fracionadas, pode ser interessante a calendarização das entregas. O que isso significa? A calendarização consiste na programação das entregas em dias da semana específicos para cada cliente. Isso quer dizer que clientes de um mesmo agrupamento irão receber seus pedidos em 1 ou mais dias específicos da semana.

As entregas são consolidadas por região geográfica e uma frequência de visitação é estipulada baseada no volume de cada região. Com base no perfil de operação e concentração de clientes, a primeira unidade de agrupamento de regiões é definida e pode seguir a classificação do IBGE (mesorregiões, microrregiões, municípios e distritos). Dependendo da localidade, o nível de detalhamento do agrupamento pode mudar. Em municípios muito densos, com alta concentração de clientes e volume, o agrupamento pode ser por zonas ou bairros.

Metodologia de calendarização - ILOS

Figura 1 – Etapas da Metodologia de Calendarização

 

A calendarização da frota é bastante válida em termos de redução de custo quando o volume e a frequência de pedidos por cada cliente são baixos. Em um modelo padrão, em uma situação na qual tivéssemos um único pedido de baixo volume para uma mesorregião distante do centro de distribuição da empresa, o otimizador faria com que um veículo fosse atender este cliente, com baixíssima ocupação. Com a calendarização, esse pedido poderia ser agrupado com os de outros clientes da mesma mesorregião e de localidades vizinhas e ser entregue em um mesmo dia da semana, melhorando a ocupação e a necessidade de frota.

A implantação da calendarização das entregas possui alguns pontos que devem ser tratados com mais cuidado e são fatores críticos de sucesso. Se os clientes demandam um alto nível de serviço e alta frequência de entrega de produtos na semana, a calendarização pode ser uma alternativa nevrálgica. O ganho com a implantação da calendarização da frota deve ser estimado e apresentado à área Comercial, que deve avaliar em conjunto com a Logística se comercialmente vale implementar a solução para todos os CDs e para todos os clientes.

Além disso, para setores onde há a retirada física de pedidos através de pads com a figura do vendedor, as escalas de visitação desses vendedores devem ser, preferencialmente, ajustadas para que os clientes possam realizar os pedidos com pouca antecedência da data de chegada dos veículos de entrega às suas instalações.

O ILOS possui metodologia própria para a calendarização de veículos para operações fracionadas que é adaptável à realidade de cada empresa. Nossa metodologia pode ser aplicada para quaisquer setores e localidades, pois são necessárias, além das informações de demanda e frequência de entregas dos clientes, apenas informações operacionais dos CDs, como velocidades e tempo de entrega, e exigências, como nível de serviço, nº de motoristas e tipo de veículo.

Para mais informações:

(21) 3445-3000

paula.arantes@ilos.com.br