A importância da correta definição de uma rede logística

Uma rede logística é a estrutura de instalações físicas internas que uma empresa enxerga como ideal para atender sua demanda. Todavia, esse conceito de estrutura ideal é extremamente subjetivo e depende da avaliação de diversos fatores estratégicos definidos internamente, além de outras variáveis mercadológicas. Uma empresa pode ter em sua proposta de valor a rapidez e a inovação como pilares fundamentais de seu negócio, como é o caso de indústrias do setor de tecnologia por exemplo. Nesse caso, uma rede ágil e capaz de lidar com eventuais contratempos na disponibilização de seus produtos é preferível, mesmo que inevitavelmente incorra em custos operacionais maiores. Por outro lado, empresas que possuem uma proposta de valor de alto volume e baixa margem de contribuição com produtos de características mais funcionais e menos inovativas não podem se dar a esse luxo. A ideia para esse tipo de empresa é ter uma estrutura de instalações logísticas com o fluxo mais enxuto possível evitando ao máximo desperdícios, excessos e custos operacionais extras, mesmo que isso inevitavelmente incorra em uma perda de agilidade e a uma falta de flexibilidade para eventuais situações imprevistas.

Dessa forma, para a definição de uma rede logística ideal é importante levar em consideração os benefícios e prejuízos de cada tipo de instalação bem como seu alinhamento com a estratégia corporativa. Uma unidade fabril por exemplo pode possuir benefícios fiscais de produção que incidem diretamente sobre seu preço de venda, sendo uma ótima opção para venda direta para clientes localizados em sua proximidade. Com o afastamento geográfico dos clientes, uma opção a se pensar é a abertura de um CD, que diminui custos de transportes e melhora o nível de serviço, aumentando porém custos operacionais de armazenagem e custos de oportunidade de estoque. Um ponto de transbordo (PT) também pode servir de opção reduzindo custos de transportes e sem grandes impactos em armazenagem e estoque, todavia sem grandes melhorias em nível de serviço.

Diversos outros levantamentos também se fazem necessários para uma boa definição de rede logística. Prospecções de locais potenciais, levantamentos de custos, estimativas de demanda futura e investimentos em abertura e fechamento de instalações são atividades fundamentais para a geração de possíveis cenários da malha a serem avaliados.

Em suma, o objetivo final do estudo de redes é conseguir direcionar as decisões de rede para o ponto ideal na curva de trade-off entre custos e nível de serviço. Do ponto de vista de resultados, a implantação de uma rede ideal pode reduzir os custos logísticos e de produção sem perdas de nível de serviço, ou por outro lado aumentar esse serviço ao cliente sem consequentes perdas em custo.

 

E a sua empresa, possui definições de rede alinhadas com objetivos estratégicos? Certo é que decisões de rede bem planejadas e executadas podem gerar vantagens competitivas significativas para empresas independente da complexidade do mercado em que atua. O segredo está na qualidade e robustez dos projetos de planejamento e implementação dessas iniciativas de rede logística.

Referências:

FISHER, Marshall. What is the right supply chain for your product. Harvard Business Review, 1997.